Suspensão

Clínicas, hospitais e laboratórios deixam de atender ao Plansaúde a partir de amanhã, diz Sindessto

Mais de 30 estabelecimentos prestadores de serviço vão paralisar o atendimento.

Por Redação 1.393
Comentários (0)

21/10/2019 09h37 - Atualizado há 11 meses
Suspensão deve atingir pelo menos 30 estabelecimentos

O Sindicato de Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado do Tocantins (Sindessto) confirmou a suspensão do atendimento aos usuários do Plansaúde a partir desta terça-feira (22/10). A paralisação foi comunicada oficialmente ao Governo do Estado na semana passada.

Mais de 30 estabelecimentos prestadores de serviço vão paralisar o atendimento em várias regiões do Estado, incluindo hospitais, clínicas e laboratórios.

Conforme o sindicato, o governo está em atraso com mais de oito meses de repasses. "Durante todo este tempo sem receber do Estado, continuamos arcando com medicamentos, materiais, insumos, pagamentos de salários de médicos e equipe de profissionais para manter e priorizar o atendimento ao usuário", diz a nota. 

O sindicato disse ainda que tentou conversar com o governo para buscar uma solução que não fosse a paralisação, mas não houve diálogo. "[Diante dos] constantes atrasos, o Sindessto optou por paralisar os atendimentos".

Atualmente, os prestadores de serviço do Plansaúde atendem mais de oitenta mil pessoas. "Estes mesmos hospitais e clínicas credenciados ao plano mantém um grande número de colaboradores, dá emprego e ainda ajuda a movimentar a economia tocantinense. Ressaltamos que estamos abertos ao diálogo e esperamos que o governo cumpra com sua responsabilidade e honre seus pagamentos", finaliza a nota.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.