Com temor de protestos, Copa do Mundo terá segurança maciça

Por Redação AF
Comentários (0)

05/12/2013 11h05 - Atualizado há 3 anos
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u>Almir Leite e Raphael Ramos </u>&nbsp;<br /> <em>O Estado de S. Paulo</em></span><br /> <br /> <span style="font-size:14px;">A onda de protestos que tomou conta da Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es colocou Fifa e governo federal em alerta para a Copa do Mundo. Para evitar que policiais voltem a entrar em confronto com manifestantes, como ocorreu este ano, a promessa &eacute; de presen&ccedil;a maci&ccedil;a, mas n&atilde;o ostensiva, das for&ccedil;as de seguran&ccedil;a.<br /> <br /> &quot;Foram cometidos alguns erros (na Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es) e, desde o meio do ano, estamos estudando mudan&ccedil;as. Estaremos preparados para novos protestos, mas agora evitaremos algumas quest&otilde;es problem&aacute;ticas, principalmente de posicionamento de bloqueios e de engajamento com manifesta&ccedil;&otilde;es. Mas &eacute; bom que fique claro que em nenhum momento estamos pensando em reprimir manifesta&ccedil;&otilde;es. S&oacute; queremos preservar tamb&eacute;m a seguran&ccedil;a de espectadores durante a Copa do Mundo&quot;, disse o secret&aacute;rio extraordin&aacute;rio de Seguran&ccedil;a para Grandes Eventos do Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a, Andrei Augusto Passos Rodrigues.<br /> <br /> O Minist&eacute;rio da Defesa deve enviar tropas com cerca de 1.400 homens para cada cidade-sede, mas o general Jamil Megid Junior, respons&aacute;vel pela coordena&ccedil;&atilde;o das opera&ccedil;&otilde;es das For&ccedil;as Armadas, garantiu que, apesar da presen&ccedil;a intensa de agentes de seguran&ccedil;a, a ideia &eacute; n&atilde;o inibir os manifestantes. &quot;Nosso trabalho n&atilde;o &eacute; agir de maneira ostensiva, mas garantir o apoio ao aparato de seguran&ccedil;a para as opera&ccedil;&otilde;es necess&aacute;rias. N&atilde;o &eacute; do nosso interesse criar um clima de tens&atilde;o. A Fifa tamb&eacute;m n&atilde;o deseja isso.&quot;<br /> <br /> Ainda n&atilde;o foi decidido quantos homens v&atilde;o trabalhar na seguran&ccedil;a da Copa, mas o n&uacute;mero deve ser superior a 120 mil. Segundo o Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a, mais de 54 mil agentes atuaram nas seis cidades da Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es. O contingente incluiu Pol&iacute;cia Federal, Pol&iacute;cia Rodovi&aacute;ria Federal, For&ccedil;a Nacional, Pol&iacute;cia Militar, Pol&iacute;cia Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Guarda Municipal e &oacute;rg&atilde;os de tr&acirc;nsito, e comp&otilde;e a maior estrutura de seguran&ccedil;a j&aacute; mobilizada no Pa&iacute;s.<br /> <br /> Na Copa do Mundo, o n&uacute;mero de cidades que receber&atilde;o partidas ser&aacute; o dobro em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es - e a quantidade de turistas estrangeiros ser&aacute; 30 vezes maior. Na Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es, de acordo com o Minist&eacute;rio do Turismo, o Brasil recebeu 20 mil estrangeiros. Para 2014, a expectativa &eacute; de 600 mil.<br /> <br /> <u><strong>TEMOR</strong></u><br /> <br /> Para o sorteio dos grupos, minist&eacute;rios da Justi&ccedil;a e da Defesa e Governo da Bahia montaram um esquema de guerra na Costa do Sau&iacute;pe. Est&atilde;o credenciadas para o evento 4.800 pessoas, entre jornalistas, staff da Fifa, convidados e membros das 32 sele&ccedil;&otilde;es participantes do Mundial. Segundo a Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo da Bahia, foram escalados para fazer a seguran&ccedil;a 3.600 homens, entre Ex&eacute;rcito, pol&iacute;cias Federal, Militar e Civil, bombeiros, guardas municipais e agentes da Ag&ecirc;ncia Brasileira de Intelig&ecirc;ncia (Abin). A Fifa tamb&eacute;m contratou 300 seguran&ccedil;as particulares.<br /> <br /> A propor&ccedil;&atilde;o &eacute; de dois agentes de seguran&ccedil;a para tr&ecirc;s credenciados. O plano inclui t&aacute;ticas antiterrorismo e patrulhamento a&eacute;reo e mar&iacute;timo no luxuoso resort que a Fifa escolheu para ser sede do sorteio. Como o resort fica isolado da &aacute;rea urbana, o temor &eacute; que os manifestantes fechem a rodovia BA-009 (Estrada do Coco/Linha Verde), que liga Salvador &agrave; Costa do Sau&iacute;pe.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.