Energisa

Conta de energia: calor impacta na conta de luz; veja dicas para economizar

Por Redação AF
Comentários (0)

13/06/2018 10h00 - Atualizado há 1 semana
Com o final do período chuvoso e a chegada da estiagem é comum o aumento no consumo de energia elétrica. Umas das causas desta variação de consumo, é o uso prolongado de aparelhos de refrigeração como ar condicionado, geladeiras, freezers e ventiladores, contribuindo com o aumento do consumo de energia. “O consumo de energia elétrica nem sempre é igual todos os meses, pois vários fatores podem interferir no perfil de consumo do cliente. Além do calor intenso, que força os equipamentos a consumirem mais energia, o cliente precisa ficar atento em possíveis problemas nas instalações internas, mudanças na rotina da família, como por exemplo, recebimento de visitas e/ou aquisição de novos equipamentos, fatores esses que podem ser determinantes para o aumento do consumo de energia na unidade consumidora”, pontua Mauro Inácio dos Santos, gerente de Serviços Comerciais da Energisa. Para economizar, o cliente precisa ficar atento ao uso eficiente dos aparelhos elétricos, alterando hábitos de consumo. “Muitas vezes mudamos os hábitos e não percebemos. Por exemplo, se eu ligava o ar condicionado às 20h e com o calor intenso passo a liga-lo às 19h, passo a consumir 1h a mais todos os dias, impactando significativamente no valor da conta no final do mês”, alerta Mauro Inácio. Mauro Inácio destaca ainda que, para acompanhar o consumo da conta de luz é importante que os clientes conheçam a composição da conta. Além do consumo, tem os encargos e tributos como: o Imposto sobre Circulação de Mercadorias Serviços (ICMS), pago ao Governo do Estado; o Programa de Integração Social (PIS), a Contribuição sobre Operações Financeiras (COFINS) e a Bandeiras Tarifária, pagos ao Governo Federal e a COSIP – Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública, pagos ao Governo Municipal. “Destaco ainda que, quanto maior o consumo, mais elevado será o valor dos impostos e encargos cobrados.” Bandeira Tarifária A bandeira tarifária determinada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), também é um fator importante na composição da conta, aplicadas para todos os consumidores. As bandeiras tarifárias sinalizam, mês a mês, o custo de geração da energia elétrica que será cobrada dos consumidores conforme abaixo: Bandeira Verde:  Significa condições favoráveis de geração de energia. Bandeira Amarela: Indica um sinal de atenção, pois os custos de geração estão aumentando. A tarifa sofre acréscimo de R$ 1,00 (um reais) a cada 100 kWh (quilowatt-hora) consumidos. Bandeira Vermelha: O adicional é de R$ 3,00 (patamar 1) e R$ 5,00 (patamar 2), aplicados a cada 100 kWh (quilowatt-hora) consumidos. Confira as dicas da Energisa para economizar energia: 1 - Não deixe as luzes acesas em ambientes onde não tem ninguém, utilize lâmpadas mais econômicas: fluorescentes ou de LED; 2 - Compre equipamentos com o selo Procel de Economia de Energia, de preferência da Categoria A; 3 - Instale a geladeira e freezer em local bem ventilado, evite abri-los constantemente e não se esqueça de manter as borrachas de vedação da porta em bom estado; 4 - Mantenha limpos os filtros dos condicionadores de ar, não deixe o aparelho ligado quando o ambiente estiver desocupado e evite o frio excessivo regulando o termostato adequadamente, a temperatura de 23 graus costuma ser a ideal; 5 - Em banheiros com chuveiro elétrico, tome banho rapidamente. O recomendado é ensaboar todo o corpo antes de ligar o chuveiro. Outra é deixar o chuveiro na posição verão, pois assim o aquecimento da água é menor e o consumo de energia elétrica também; 6 - Acumule roupas para lavar e também para passar. Pois ao ligar e desligar o ferro de passar ou a máquina de lavar você está gastando uma grande quantidade de energia. (Ascom Energisa)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.