Panificação

Cursos gratuitos de qualificação profissional são oferecidos em Aguiarnópolis e Darcinópolis

Foram disponibilizadas 20 vagas para cada município.

Por Redação
Comentários (0)

22/11/2021 14h20 - Atualizado há 5 meses
Capacitações fazem parte do Projeto Fornada com Talento

Os cursos de inclusão produtiva serão realizados entre os dias 23 de novembro e 04 de dezembro nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Aguiarnópolis e Darcinópolis.

As capacitações, realizadas por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), fazem parte do Projeto Fornada com Talento, com recursos oriundos do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza - Fecoep. Os alunos recebem aulas de como fazer pães, bolos e bolachas, entre outros produtos.

Em Aguiarnópolis, a capacitação tem início nesta terça-feira (23) e segue até sábado (27). Já em Darcinópolis, a qualificação profissional ocorre entre os dias 29 de novembro até 04 de dezembro.

“São 20 vagas, para cada município, sendo que as inscrições para Darcinópolis podem ser feitas no Cras municipal da cidade, na segunda-feira (29). Para o curso de Aguiarnópolis, as vagas foram preenchidas e as inscrições encerradas. O curso dá direito a certificado”, informa a técnica da Setas, Raimunda Araújo Santos.

Segundo o gerente de Inclusão Produtiva da Setas, Raimundo Gonçalves, o Projeto Fornada de Talentos tem duas vertentes na área de Segurança Alimentar e Nutricional, na Política Pública Estadual de Economia Solidária. Na primeira, a intenção é atender a demanda no setor de panificação por pessoas capacitadas. Na segunda vertente, o foco está na responsabilidade social, já que o projeto contemplará, principalmente, as famílias vulneráveis cadastradas nos Cras municipais.  

Em 2019, antes da pandemia, o Governo do Estado, por meio da Setas, capacitou cerca de 3,5 mil pessoas, em 52 municípios do Tocantins, com cursos nas áreas de panificação, beleza e artesanato. De acordo com a pasta, 60% dos alunos do projeto conseguem inserção no mercado de trabalho após a finalização dos cursos.

O titular da Setas, José Messias de Araújo, destacou que, ao retornar com as atividades presenciais, a meta é superar o número de pessoas atendidas em 2019. “Nossa equipe é capacitada para atender a população dos 139 municípios. Com a diminuição da pandemia e a reestruturação do projeto, a previsão é atender cerca de 4 mil pessoas, em todos os núcleos, capacitando-os para o mercado de trabalho”, destaca.    

Cursos de Inclusão Produtiva

Os cursos de inclusão produtiva buscam gerar trabalho e renda de maneira estável e digna para as populações em situação de pobreza ou vulnerabilidade social. A ideia é facilitar a superação de processos de exclusão social, por meio do empreendedorismo e da empregabilidade.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.