Politicagem nas escolas

Demitida de colégio a mando de políticos, servidora de 60 anos chora na despedida

Gracinete Sousa mora sozinha, ficou desempregada e está tomando remédio controlado.

Por Redação 14.050
Comentários (0)

27/03/2019 17h51 - Atualizado há 1 mês
Ex-servidores sendo aplaudida

Dona Gracinete Sousa Almeida, 60 anos, trabalhou como porteira servente no Colégio Estadual Rui Barbosa, em Araguaína, durante nove anos consecutivos. Entretanto, ela foi dispensada da função que exercia em regime de contrato temporário nesta segunda-feira (27) a mando de deputados que reivindicam a indicação dos cargos.

Ontem eu cheguei para trabalhar e a diretora me chamou na sala dela e falou pra mim:‘os políticos estão mandando pessoas para te substituir’. Então, você é a primeira que vai sair. Hoje você não vai trabalhar”, contou dona Gracinete.

A ex-servidora conta que se dava muito bem com todos os servidores e alunos da escola e não culpa a diretora pela demissão. Por outro lado, Gracinete afirmou que ficou muito abalada com a notícia. “Recebi chorando. Eu e todos os meus colegas da escola. Professores, coordenadores, inclusive a diretora, que é uma pessoa maravilhosa. Todos choraram”, lamentou.

Na despedida, os alunos a homenagearam pelos nove anos de trabalho e dedicação. No vídeo, a ex-servidora aparece visivelmente emocionada e recebe o carinho dos estudantes. "Quase me acabo de chorar. Gosto muito do meu trabalho", afirmou.

Dona Gracinete ainda não sabe o que fazer daqui para frente e lamenta a situação. "Desempregada, aqui em casa sozinha, moro só. Estou tomando remédio controlado para ver se controla os nervos. Meu desejo é voltar para meu trabalho porque eu gosto muito de lá. Vou sentir muita falta dos meninos, alunos, colegas, de conviver”, frisou Gracinete.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (Sintet), ao menos sete mil servidores estão trabalhando na educação sem assinar contrato e sem receber salário. Pior do que essa situação, vários servidores estão sendo substituídos por indicações políticas.

Segundo apurado pela reportagem, o governador Mauro Carlesse fez o loteamento das escolas entre os deputados estaduais de sua base.

Com informações do site Araguaína Notícias

VÍDEO

Vídeo

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.