Política

Deputado que tatuou Temer e pediu nudes na Câmara é acusado de assédio sexual

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

09/08/2017 15h36 - Atualizado há 1 mês
Após ganhar destaque por tatuar o nome do presidente Michel Temer (PMDB) no ombro direito e ser flagrado pedindo nudes pelo WhatsApp, o deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) está envolvido em mais um caso polêmico. O partido PSB afirmou que o deputado cometeu abuso sexual contra uma jornalista da Rádio CNB durante uma conversa. Diante disso, a sigla apresentou uma representação no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar, nesta quarta-feira (09). A representação ao conselho não pede uma punição específica ao parlamentar paraense. Mas a definição caberá ao relator do caso no Conselho de Ética. A punição pode variar de uma advertência até a perda do mandato. O suposto abuso teria ocorrido na noite da última terça-feira em uma conversa com jornalistas em frente a um prédio, momento em que a repórter Basilia Rodrigues, da rádio CBN, pediu que Wladimir Costa mostrasse a suposta tatuagem feita em homenagem ao presidente da República. O deputado respondeu que para ela mostraria só se fosse o corpo inteiro. O deputado paraense comentou o caso nas redes sociais e disse que ninguém acreditaria em assédio sexual contra a repórter da CBN, pois em sua visão, ela "foge totalmente dos padrões estéticos que, supostamente, despertariam algum tipo de desejo em alguém". Veja mais http://afnoticias.com.br/deputado-do-para-tatua-nome-de-michel-temer-no-ombro-e-afirma-sou-admirador-nato/ http://afnoticias.com.br/deputado-que-tatuou-temer-e-flagrado-pedindo-foto-da-bunda-de-garota-durante-sessao/

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.