Sistema Prisional

Detento do presídio Barra da Grota está com coronavírus, 1º caso entre presos no Tocantins

A reportagem teve acesso ao relatório médico que confirma a doença.

Por AF Notícias 2.451
Comentários (0)

03/06/2020 10h17 - Atualizado há 1 mês
Interior do presídio Barra da Grota, em Araguaína

A Unidade Prisional Barra da Grota, em Araguaína, registrou o primeiro caso do novo coronavírus entre detentos no Sistema Prisional do Tocantins. O diagnóstico foi comunicado nesta segunda-feira (1º de junho) através de documento enviado à gerente administrativa da Embrasil Serviços, empresa responsável pela cogestão do presídio.

O AF Notícias teve acesso ao relatório elaborado pela médica que atua na unidade. Conforme o documento, o reeducando M.S.S compareceu à enfermaria  relatando histórico de congestão nasal e diminuição do olfato e paladar. Os sintomas haviam começado há 15 dias. O detento fez uso de medicação e teria apresentado melhoras há 5 dias.

O resultado positivo para covid-19 foi confirmado através de teste rápido. O relatório médico afirma ainda que o reeducando é portador de doença pulmonar e está no grupo de risco da doença, necessitando de observação do seu estado de saúde.

Após o diagnóstico, o detento teria sido transferido para uma cela isolada dos demais presos. Contudo, antes disso, ele estava junto com cerca de 20 detentos.

Relatório médico | Foto: AF Notícias

CASOS EM SERVIDORES DO PRESÍDIO

No dia 11 de maio, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) confirmou que três agentes que atuam no Presídio Barra da Grota e um funcionário da Embrasil testaram positivo para coronavírus.

Como as visitas às unidades prisionais estão suspensas há mais de um mês, é provável que o detento tenha sido infectado por algum servidor positivo da unidade. Por isso, há também a suspeita de que outros presos estejam contaminados.

FAMÍLIA DENUNCIA NEGLIGÊNCIA DA UNIDADE

A família do reeducando M.S.S disse que a direção do presídio foi negligente, pois ele estava apresentando sintomas da doença há mais de uma semana e nada teria sido feito.

"Já tem mais de semana que ele estava nos mandando carta relatando os sintomas. Ele não tem um dos pulmões e respira através de bombinha. Mas o pessoal do presídio sempre dizia que ele estava bem”, relatou uma irmã do detento ao AF.

A família já procurou a Defensoria Pública do Estado (DPE) e o órgão acionou a justiça a fim de garantir o tratamento adequado ao reeducando. O pedido aguarda despacho do juiz da Vara de Execuções Penais.

O QUE DIZ A SECIJU

A Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju) disse que foram realizados 93 testes para detecção da Covid-19 entre a massa carcerária do Tocantins e foram confirmados quatro casos de contaminação pelo vírus nas unidades prisionais, sendo dois casos na Unidade Barra da Grota; um caso na Cadeia Pública de Araguatins e o outro caso na Cadeia Pública de Augustinópolis.

Conforme a nota, o caso de Araguatins foi assintomático e já está curado, os outros três custodiados apresentam sintomas leves da doença e encontram-se em isolamento, separados dos demais presos, em ambiente apropriado, recebendo orientação e atendimento médico.

"Quanto aos presos que mantiveram contato com os casos confirmados, estes estão sendo monitorados pela equipe de saúde do Sispen/TO, e após o período de sete dias, que é o recomendado pelas autoridades de saúde, são realizados novos testes independente da manifestação ou não de sintomas, para que sejam evitadas novas contaminações dentro do ambiente carcerário", disse.

VEJA TAMBÉM

Quatro casos de coronavírus são diagnosticados no Presídio Barra da Grota em Araguaína

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.