Araguaína

Dimas comete crime ao atrasar salário dos servidores e lei prevê afastamento do cargo

A prefeitura possui atualmente mais de 4,8 mil servidores, entre concursados, contratos temporários e comissionados.

Por Redação 3.450
Comentários (0)

23/11/2018 11h11 - Atualizado há 6 meses
Prefeito Ronaldo Dimas

A Lei Orgânica de Araguaína prevê punição severa para prefeito que atrasa os salários dos servidores públicos, inclusive com possibilidade de afastamento do cargo.

Mesmo assim, o Sindicato dos Servidores Municipais de Araguaína (Sisepar) vem denunciando todos os meses o atraso no pagamento e já levou o caso ao Ministério Público Estadual (MPE), que expediu recomendação ao prefeito Ronaldo Dimas dando prazo de 30 dias para regularizar a situação.

Conforme o artigo 69 da Lei Orgânica, o prefeito deverá pagar os vencimentos do funcionalismo municipal até o dia 5 do mês subsequente. A lei afirma também que o atraso acarretará juros e correção monetária, que deverão ser pagos pelos cofres municipais.

Na sequência, a Lei afirma expressamente que o atraso por mais de 10 dias consecutivos configura crime de responsabilidade administrativa.

O atraso no pagamento dos funcionários públicos municipais por mais de 10 (dez) dias consecutivos após a data exposta no § 3º do Art. 69, se constituirá crime de responsabilidade administrativa, facultando ao Poder Legislativo Municipal, através de Processo Legislativo pertinente, consoante ao Decreto Lei nº 201/67, proceder a suspensão, ou afastamento definitivo do Prefeito Municipal, em casos de comprovada reincidência no atraso do pagamento”, diz o art. 69, parágrafo 3º, inciso III.

Já em caso de omissão da Câmara, os vereadores também podem ser penalizados e até responder por crime de prevaricação.

ATRASOS

A prefeitura de Araguaína possui atualmente mais de 4,8 mil servidores, entre concursados, contratos temporários e comissionados.

Cerca de 2,3 mil servidores temporários receberam na última quarta-feira, dia 21 de novembro. Porém, mais de 250 comissionados ainda estão com os salários atrasados. 

Comentários (0)

Mais Notícias

'Tudo Errado'

Autor de novelas da Globo vai produzir filme em cidades histórias do Tocantins

As gravações do filme estão previstas para junho de 2020. A protagonista será a atriz global Bella Piero.

Supostas ofensas

Juiz decreta prisão do pastor Nelcivan por tempo indeterminado no Tocantins

O pedido de prisão do pastor foi feito pela Polícia Militar do Tocantins no dia 25 de abril deste ano.

Novo decreto

Porte de arma é liberado para todos os advogados; OAB-TO avalia como vitória

A profissão foi inserida entre as atividades de risco que autorizam o porte.

Operação Catarse

Deic descobre mais quatro servidores fantasmas em Araguaína, um é empresário

Três homens e uma mulher estariam recebendo salários oriundos de dois gabinetes.

Jurista

Cadeira do Tocantins na Academia Brasileira de Direito ficará com Márlon Reis

Reis é tocantinense natural de Pedro Afonso, tem 49 anos e foi candidato a governador.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.