Exemplo

Doadoras de sangue, mães ajudam a salvar vidas e expressam amor ao próximo no Tocantins

Mães doadoras realizam e incentivam esse ato de amor ao próximo.

Por Redação
Comentários (0)

09/05/2020 10h30 - Atualizado há 2 anos
Mãe e filha realizando um ato de amor

Uma das características principais de uma mãe é o amor incondicional. Esse amor é tão forte que ultrapassa o limite familiar, esse é o caso das mães que são doadoras de sangue.

As ações realizadas por essas heroínas salvam vidas e são exemplos para as demais pessoas que ainda não se tornaram doadores de sangue.

Segundo a mãe Tatiana Barbosa Andrade, que além de doadora de sangue faz parte do cadastro de medula óssea, a ação é uma das melhores coisas que faz na vida há mais de 10 anos.

“A primeira vez que doei sangue eu ainda não tinha 18 anos, minha mãe teve que assinar para mim, uma mulher precisava muito e me comovi com a história dela, depois continuei, pois acho muito importante”.

Uma outra história de solidariedade é a contada pela doadora Palmerinda da Silva Rêgo, que doa sangue desde 2010. Palmerinda é mãe de três filhos e disse que realiza a doação para fazer seu papel de cidadã.

“Sinto-me muito bem ao doar, uma sensação de dever cumprido. O Hemocentro tem uma equipe de excelência, atendimento humanizado e de total respeito com o doador” afirma a doadora.

A mãe e doadora Eveline Leão Ávila Pessoa atua no Hemocentro Coordenador de Palmas, é militante da doação de sangue e incentiva todas as pessoas próximas a realizarem esse ato de amor ao próximo.

“Tenho duas filhas, a mais velha já fez 2 doações, quando completou 16 anos foi fazer sua primeira doação. Eu já fiz mais de 20 doações. Para mim saber que o simples fato de tirar uma horinha do meu dia pode salvar várias vidas, é muito importante, me sinto uma heroína e muito feliz, pois é prazeroso”, conta.

A Coordenadora do Hemocentro de Palmas, Robéria Fernandes, parabenizou as mães pela data comemorativa: “Neste dia especial queremos parabenizar todas as nossas doadoras que são mães, pois estas mulheres, que tem dupla e às vezes até tripla jornada, encontram um tempo para ajudar outras pessoas doando sangue. Ser mãe é um sinônimo de doação. Vale lembrar para as mamães que comemoram neste ano o primeiro dia das mães, que a doação não é possível durante a gestação e durante a amamentação, somente após um ano do parto elas podem voltar a doar sangue”.

Agendamentos

Todas as unidades de coletas de sangue da Hemorrede Tocantins seguem funcionando de forma regular, com todas as unidades abertas de segunda à sexta-feira, das 7h às 18h30. Aos sábados das 7h às 12h30, exceto as unidades do Hospital Geral de Palmas (HGP) e de Porto Nacional que não ficam abertas para atendimento. Em Palmas a doação pode ser agendada pelo telefone 3218-3232 e 0800-6428822, em Gurupi no 3312-2237, Araguaína pelo 3411-2915, Porto Nacional no 3363-5161 e Augustinópolis pelo 3456-1153.

Critérios para doação

Para ser doador é necessário estar bem de saúde, pesar no mínimo 50 Kg, não estar em jejum, evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação, ter entre 16 (*) e 69 anos, 11 meses e 29 dias (jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais e/ou responsáveis legais e um documento de identidade original desse responsável) e portar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista ou carteira do conselho profissional).

Tatiane Barbosa de Andrade é doadora de sangue há mais de dez anos
Palmerinda doa sangue desde 2010 e é mãe de três filhos

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.