Dicas

Drenagem linfática é grande aliada no combate a retenção hídrica durante a gravidez

Apesar de ser comum, o inchaço provocado pela retenção de líquidos pode ser muito desconfortável.

Por Redação
Comentários (0)

03/12/2018 11h05 - Atualizado há 1 semana
Mulher grávida

A retenção de líquido é um dos problemas relatados por quase 100% das mulheres grávidas. O sintoma é muito comum durante a gestação, principalmente no último trimestre ou nas últimas semanas desse período.

Apesar de ser comum, o inchaço provocado pela retenção de líquidos pode ser muito desconfortável e o que pouca gente sabe é que a drenagem linfática pode ser uma grande aliada no controle desse quadro.

Segundo a fisioterapeuta dermato funcional, esteticista e terapeuta naturista, Ducineia Lacerda, além de contribuir com a redução da retenção hídrica, a drenagem linfática ajuda a relaxar, alivia inchaços típicos da gravidez, estimula a lactação e prepara as mamas para a amamentação, previne e combate varizes, celulite e estrias.

Os benefícios são inúmeros, a drenagem linfática ativa as circulações venosas e linfáticas e, assim, reduz a retenção de líquido e diminui o inchaço. Além disso, a massagem também relaxa, alivia a tensão e as dores musculares”, explicou a profissional.

O procedimento pode ser realizado por quase todas as gestantes, com exceção àquelas que tenham hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda ou qualquer doença relacionada ao sistema linfático.

O processo é seguro, mas deve ser realizado por um fisioterapeuta especializado, pois existe a maneira adequada de se proceder com o objetivo de evitar comprometimento da circulação, hematomas ou até mesmo o deslocamento de trombos”, disse Ducineia.

A especialista explica que as sessões podem ser iniciadas a partir do terceiro mês de gravidez com a frequência de duas vezes por semana. “Os benefícios são inúmeros, mas é importante que a gestante consulte o seu médico antes de realizar o procedimento”, destacou ela.

Ducineia frisou ainda que a drenagem possui diversas vantagens também no pós-parto. Conforme a fisioterapeura, o processo contribui com o retorno da forma física, previne celulite e estimula o metabolismo.

É importante entender que a drenagem não deve ser utilizada como elemento único para processos de emagrecimento, sendo necessário a combinação com outros processos”, finalizou Ducineia.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.