TO-010

Duas pessoas carbonizadas em acidente são identificadas por DNA e arcada dentária

Acidente ocorreu em 22 de agosto na TO-010, que liga Palmas a Lajeado.

Por Redação 1.253
Comentários (0)

31/08/2021 11h40 - Atualizado há 9 meses
Fogo após o acidente

Os corpos de duas pessoas que morreram carbonizadas em um acidente de trânsito foram identificados por peritos do Instituto Médico Legal do Tocantins (IML) e do Instituto de Criminalística, cinco dias após a tragédia.

O acidente envolveu um caminhão e um carro de passeio na TO-010, entre Palmas e Lajeado, no dia 22 de agosto. Os veículos pegaram fogo, e as vítimas ficaram totalmente carbonizadas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os veículos trafegavam na mesma direção quando houve a colisão e as vítimas fatais ficaram presas às ferragens do carro de passeio.

Durante os trabalhos, os militares tiveram que combater o incêndio nos veículos e também na vegetação. Após o desencarceramento, os corpos ficaram sob a responsabilidade do Instituto Médico Legal (IML).

Para realizar a identificação, o Laboratório de Genética, do Instituto de Criminalística, recebeu material genético de possíveis familiares das vítimas. Com base em partes de cartilagem de um dos corpos que estava preservada, realizaram o confronto de informações, o que permitiu a identificação por meio do exame de DNA.

“O exame de DNA e o laudo pericial foram emitidos pela polícia científica na sexta-feira ainda, com menos de uma semana da tragédia, por isso a importância do exame e coleta de amostra", explicou o perito Paulo Henrique Wiese.

A segunda vítima foi identificada pela arcada dentária, exame realizado pelo setor de antropologia forense. “Se tratando de cadáveres carbonizados, esqueletizados ou em avançado processo de putrefação, não é possível o emprego dessas metodologias, sendo necessário o exame da arcada dentária, onde uma equipe multiprofissional do setor de Antropologia Forense do IML busca informações e documentos da vítima com familiares, delegacias, hospitais e clínicas”, destacou a perita oficial odontolegista Georgiana Ferreira Ramos.

A identidade das vítimas não foi revelada. 

Identificação foi feita pelo IML e Instituto de Criminalística

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.