Reta final

Em caminhada no comércio de Taquaralto, Ataídes critica corrupção e desemprego

Durante bate-papo, Ataídes criticou a corrupção que assola o Estado

Por Redação
Comentários (0)

18/09/2018 08h37 - Atualizado há 2 anos
Senador Ataídes Oliveira faz caminhada no comércio de Palmas

A Avenida Tocantins, em Taquaralto, na região sul de Palmas, foi tomada por populares em caminhada de apoio à reeleição do senador Ataídes Oliveira (PSDB), na tarde desta segunda-feira (17).

Ao lado de lideranças como a presidente do Conselho Municipal das Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Palmas (COMAM), Cida Rosena, o senador cumprimentou comerciantes, populares e conversou sobre seus projetos. 

Durante bate-papo, Ataídes criticou a corrupção que assola o Estado e o déficit de vagas de emprego no Tocantins. “Os nossos comerciantes estão fechando as portas. A nossa gente está sem emprego. Precisamos criar políticas de incentivo fiscal para atrair empresários e gerar emprego e renda pro nosso povo”, disse. 

O candidato lembrou que o índice de desemprego no Estado é muito elevado. “Aqui em Taquaralto, muita gente precisa de emprego. Esse contato com a população nenhum outro candidato teve, o senador está vivenciando o que o nosso povo passa. Tenho certeza que ele vai conseguir trazer desenvolvimento pro nosso Tocantins. O projeto dele é o que mais se aproxima da nossa realidade ”, disse Cida. 

COMERCIANTES

Ataídes aproveitou a caminhada para detalhar os avanços conquistados pela CPI dos Cartões de Crédito, que conseguiu reduzir pela metade os juros do rotativo dos cartões. O tucano também explicou projeto de lei de sua autoria que diminui de 30 para dois dias o prazo para que os comerciantes recebam vendas feitas em cartão de crédito. 

Com isso, os comerciantes vão ganhar fôlego financeiro para poder investir em seus empreendimentos e gerar mais emprego e renda para a população. 

Gilmar Vasconcelos foi um dos comerciantes que aprovaram a proposta de Ataídes. O empresário comentou que está cada vez mais difícil manter as portas abertas. “Do ano passado pra cá tive que dispensar metade dos meus vendedores, a gente literalmente quebrou. A revolta do povo com a politica é grande. Vejo que as ideias do senador são inovadoras, ele quer de fato ajudar quem faz do comércio seu meio de vida. Precisamos dessa mudança com urgência”, frisou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.