Encontrado corpo de professor e preso acusado pelo crime

Por Redação AF
Comentários (0)

17/02/2013 21h46 - Atualizado há 3 anos
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;">COLINAS (TO) - O corpo do professor Paulo Ricardo de Almeida, 31 anos, filho da vereadora Raimundinha Almeida, foi encontrado &agrave; meia noite de s&aacute;bado, 16,&nbsp; numa rodovia pr&oacute;ximo &agrave; cidade de Colinas do Tocantins.&nbsp; Ricardo estava desaparecido desde a madrugada de s&aacute;bado, foi morto com um tiro na cabe&ccedil;a,&nbsp; o acusado confessou o crime e foi preso em flagrante.<br /> <br /> Segundo a policia, o professor foi morto por volta das 6 horas da manh&atilde; do &uacute;ltimo s&aacute;bado numa resid&ecirc;ncia na Vila S&atilde;o Jo&atilde;o em Colinas. O acusado, Ism&ecirc;nio Brito Pereira, 22 anos, disse que teve um desentendimento com Ricardo, pegou a arma e efetuou um disparo em sua cabe&ccedil;a.&nbsp;<br /> <br /> O acusado ainda confessou &agrave; policia que ap&oacute;s o ocorrido, colocou o corpo em um carro e abandonou na Rodovia Transcolinas, 15 KM da cidade, sa&iacute;da para Concei&ccedil;&atilde;o do Araguaia (PA). A arma utilizada no crime, o ve&iacute;culo (Gol prata)&nbsp; e um bon&eacute; da vitima&nbsp; foram encontrados na resid&ecirc;ncia do acusado, segundo a Policia.<br /> <br /> Ainda segundo a policia, Ism&ecirc;nio afirmou que Ricardo era homossexual e cometeu o crime ap&oacute;s um desentendimento de natureza passional.<br /> <br /> Ism&ecirc;nio Brito Pereira, 22 anos, foi preso em flagrante e responder&aacute; pelos crimes de homic&iacute;dio qualificado, cuja pena &eacute; de 12 a 30 anos de reclus&atilde;o; al&eacute;m de posse ilegal de arma e oculta&ccedil;&atilde;o de cad&aacute;ver.&nbsp; O acusado est&aacute; preso no pres&iacute;dio Barro da Grota em Aragua&iacute;na, por motivos de seguran&ccedil;a.<br /> <br /> <u><strong>Caso semelhante</strong></u><br /> <br /> Este &eacute; o segundo caso semelhante em Colinas em menos de 2 meses. As v&eacute;speras do Natal de 2012, o professor Raimundo Coelho Pimentel (40 anos), tamb&eacute;m homossexual tamb&eacute;m desapareceu na cidade de Colinas do Tocantins, o corpo foi encontrado dias ap&oacute;s tamb&eacute;m na&nbsp; rodovia Transcolinas e os acusados foram presos.<br /> <br /> <u><strong>Luto Oficial</strong></u><br /> <br /> Por meio de nota, a Prefeitura de Colinas do Tocantins informou que no per&iacute;odo matutino desta segunda-feira, dia 18 de fevereiro, ser&aacute; ponto facultativo na administra&ccedil;&atilde;o municipal. Ser&aacute; decretado luto oficial por dois dias, em raz&atilde;o do falecimento do professor Paulo Ricardo Almeida.<br /> <br /> O prefeito Jos&eacute; Santana Neto lamenta a morte deste jovem professor que comoveu a todos de Colinas do Tocantins. <em>&ldquo;Um momento que nos causa dor e sofrimento, principalmente para a fam&iacute;lia e os amigos. Pedimos a Deus que conforte o cora&ccedil;&atilde;o da Professora Raimundinha e todos da fam&iacute;lia, pois &eacute; uma perda irrepar&aacute;vel&rdquo;</em>, destacou Santana.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.