Advocacia

Ester Nogueira registra chapa com 77 nomes e prega moralidade na gestão da OAB-TO

Disputa eleitoral será no dia 16 de novembro.

Por Redação
Comentários (0)

15/10/2021 16h41 - Atualizado há 1 mês
Advogada Ester Nogueira

Pregando a moralidade na gestão da OAB-TO e a defesa intransigente da advocacia e da sociedade, o movimento de oposição 'Vozes da Advocacia' registrou, nesta quinta-feira (14/10), a sua chapa para a disputa eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Tocantins. A candidata a presidente é a advogada Ester Nogueira, 59 anos.

O nome da chapa, 'Ordem na Casa', expressa a vontade da advocacia tocantinense em restabelecer a dignidade e a seriedade na OAB-TO. O número na urna eletrônica será "30". O candidato a vice-presidente é Jander Rodrigues, 33 anos, jovem advogado com experiência classista. Ele foi procurador-geral de Defesas de Prerrogativas da OAB-TO na gestão de Walter Offugi.

Conforme a candidata, o grupo tem uma composição completamente diversificada, unindo experiência e juventude, projetando o futuro da advocacia no Estado e valorizando aqueles que construíram a instituição nestes mais de 30 anos.

“Temos uma advocacia jovem chegando que precisa de apoio. Precisamos estar trabalhando em conjunto com as universidades, conectado a essa nova era. E também temos que ter força moral para resolver os principais problemas que atingem nossa classe. Desacreditada e com a imagem manchada, inclusive nacionalmente como está hoje, a OAB-TO fica sem condições de obter os resultados que os advogados e advogadas precisam”, pontua Ester.

Histórico de Ester Nogueira

Ficha limpa e sem jamais ter respondido qualquer processo ético-disciplinar, Ester Nogueira tem quase quatro décadas de advocacia, já presidiu a CAATO (Caixa de Assistência ao Advogado do Tocantins) por três ocasiões e integrou diversas comissões da instituição, coordenando um trabalho modelo de diagnóstico de todo o sistema prisional do Tocantins.

Na esfera acadêmica, Ester foi aluna do primeiro ciclo da Adesg (Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra), oportunidade na qual concluiu o curso de pós-graduação em Metodologia de Ensino Superior, numa parceria com a Unitins (Universidade Estadual do Tocantins). Ela também é pós-graduada em Direito Processual Penal e Direito Processual Civil.

Além disso, Ester ocupou funções públicas, estruturando o sistema socioeducativo para adolescentes infratores do Tocantins e foi a primeira superintendente do Direitos da Mulher do Estado, sempre em trabalhos relacionados à profissão.

Agora, a advogada busca ser a primeira mulher a presidir a OAB no Tocantins. Hoje, quase 50% da advocacia no Estado é feminina e, entre os mais jovens, as mulheres são maioria.

“Montamos uma chapa que respeita a diversidade da advocacia, seja nos ideais políticos, nas áreas de atuação e na pluralidade de ideias. A OAB não pode ser um projeto pessoal e nem muito menos um feudo protetor de coisas erradas de quem a dirige. Vamos restabelecer a moralidade na instituição”, reforça Ester.

OUTRAS CHAPAS NA DISPUTA

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.