Silvanópolis

Ex-prefeito acusado de pagar por 'obras fantasmas' tem bens bloqueados pela Justiça

Irregularidades teriam ocorrido durante o exercício financeiro de 2005.

Por Redação 878
Comentários (0)

25/10/2021 15h05 - Atualizado há 1 mês
Cidade de Silvanópolis

A Justiça deferiu liminar requerida pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO) e determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Silvanópolis, Alberto Gomes Pereira, em valores de até R$ 36.454,04.

O bloqueio visa garantir eventual reparação de prejuízos aos cofres públicos, bem como o pagamento de multa, caso o ex-gestor venha a ser condenado em ação civil pública proposta pelo MPTO.

Segundo a Promotoria de Justiça, o ex-prefeito teria pago por serviços não comprovados e por obras não realizadas durante o exercício financeiro de 2005, o que levou o Tribunal de Contas do Estado (TCE) a rejeitar a sua prestação de contas da época.

Conforme apurado, R$ 5.698,00 foram pagos naquele ano pela manutenção de veículos públicos sem a devida comprovação dos serviços prestados e dos automóveis que teriam recebido os reparos.

O outro fato que levou à rejeição das contas refere-se a pagamento pela reforma do prédio da prefeitura sem elaboração de memorial descritivo da obra, sem especificação da composição dos custos, sem a expedição prévia de ordem de serviço e sem a emissão de notas fiscais pela empresa contratada.

Além disso, também foi constatada diferença entre o que foi pago e a metragem da obra executada.

A ação civil pública para a reparação de prejuízos ao erário foi proposta pela 5ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional. A liminar que determina o bloqueio dos bens foi expedida no dia 21 de outubro pela 2ª Vara Cível de Porto Nacional.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.