Tocantins

Fechar torneira ao escovar e checar vazamentos são dicas para economizar

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

20/07/2016 14h46 - Atualizado há 2 meses
Um vazamento pequeno em uma torneira pode resultar no desperdício de 10 mil litros de água por ano. Já um vazamento maior, como canos quebrados, chega a desperdiçar até 40 mil litros por ano, segundo os especialistas da área. Somente no mês de junho o sistema de prestação de serviço e atendimento ao público da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) registrou 1.052 solicitações de retirada de vazamentos. De acordo com o gerente comercial do órgão, Francisco D’avila Aires da Silva, esses vazamentos podem ser detectados nas residências como nas redes de distribuição de água. “Diante desse quadro, a recomendação é que, constantemente, sejam feitos reparos para evitar consumo desnecessário e conta de água mais cara”, alertou D’Avila. De acordo com a própria ATS, de 2013 até hoje, a agência já substituiu mais de 8 mil hidrômetros nos municípios de sua responsabilidade para sanar problemas de vazamento. Com esse volume de atendimento, a Agência avalia que a perda doméstica foi reduzida, porém ainda é maior que as registradas em vazamentos de ruas ou em decorrência do processo de tratamento da água. A Agência Tocantinense de Saneamento possui quase 70 mil ligações que atende mais de 200 mil pessoas nos 79 municípios. Dicas da ATS para economizar Checar vazamentos em canos e não deixar torneiras pingando. Um gotejamento simples, pode gastar cerca de 45 litros de água por dia. Aproveitar a água da chuva para aguar plantas e jardins. As plantas absorvem mais água em horários quentes. Fechar a torneira quando estiver escovando os dentes ou fazendo a barba. Só abra quando for usar. Uma torneira aberta por 5 minutos desperdiça 80 litros de água. Em vez da mangueira, usar vassoura e balde para lavar pátios e quintais. Uma mangueira aberta por 30 minutos libera cerca de 560 litros de água. Reaproveitar a água da máquina de lavar para lavar a calçadas. Saber ler o hidrômetro é muito simples e pode ajudar a detectar problemas como vazamentos, percebidos pelo  consumo fora do normal. Não tomar banhos demorados, 5 minutos são suficientes. Uma ducha durante 15 minutos consome 135 litros de água. Caça-vazamentos Com a crise hídrica que atinge a maior parte do País, o setor comercial da ATS destaca que a procura pelo serviço de “caça-vazamentos” será intensificada. Os equipamentos utilizados nesse procedimento são os “geofones eletrônicos”, aparelhos que captam o som de água vazando apenas ao tocar paredes e pisos. Uma recomendação da agência é que, além das medidas cotidianas de economia de água, como por exemplo, evitar lavar calçadas ou ao fazê-lo aproveitar água pluvial bem como banhos demorados dentre outros, é imprescindível que a população fique atenta aos vazamentos nas instalações hidráulicas, como torneiras e descargas sanitárias. (ATS)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.