GMP

FGV, UFT e outras 5 bancas se recusaram a organizar concurso da Guarda Metropolitana de Palmas

A banca contratada foi a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp).

Por Agnaldo Araujo 3.366
Comentários (0)

27/01/2020 16h28 - Atualizado há 7 meses
Prédio da FGV

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e outras cinco instituições não tiveram interesse em organizar o concurso público da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP). A informação consta na ata da 2ª reunião da comissão especial do certame.

A banca contratada sem licitação foi a Vunesp - Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista

Segundo a comissão, inicialmente foram sugeridas 100 vagas para o concurso com estudo de impacto financeiro no valor de R$ 7,2 milhões, mas a Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Humano (Seplad) emitiu parecer pela realização parcial do certame com 50 vagas imediatas e impacto de R$ 3.406.195,62.

Em seguida, o processo foi encaminhado à Procuradora Geral do Município de Palmas, que orientou a contratação mediante dispensa de licitação. O passo seguinte foi a solicitação de propostas.

As bancas consultadas foram: Cesgranrio, Vunesp, FGV, FCC, UFGO, UFT, ESAF/ENAP, Cebraspe, UFMT e UFPA.

Do total de 10 bancas consultadas, apenas três apresentaram propostas: UFGO no valor de R$ 1.577.338,00; Cebraspe por R$ 1.455.000.00 e a VUNESP por R$ 1.299.735,00. 

A ata completa da comissão está disponível aqui.

Veja as justificativas das bancas que recusaram o concurso

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.