Governo aumenta em 4,02% repasse para Poderes, mas diz que "não é momento de ceder a pressões", reclama Sinpol

Por Redação AF
Comentários (0)

06/03/2015 16h03 - Atualizado há 1 mês
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br /> <br /> O governador Marcelo Miranda fechou, nesta quinta-feira (5), acordo para aumentar os repasses &agrave; Assembleia Legislativa, Tribunal de Justi&ccedil;a, Defensoria P&uacute;blica, Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual e Tribunal de Contas do Estado. O percentual subir&aacute; quase 50%, passando de 6,48% para 10,5% da Lei Or&ccedil;ament&aacute;ria de 2015.<br /> <br /> Conforme o secret&aacute;rio estadual do Planejamento, David Torres, o acr&eacute;scimo visa subsidiar suplementa&ccedil;&otilde;es or&ccedil;ament&aacute;rias aos &oacute;rg&atilde;os e poderes p&uacute;blicos a partir de setembro, de modo a garantir o pagamento das folhas de pessoal.<br /> <br /> Segundo o Procurador-Geral de Justi&ccedil;a (PGJ), Clenan Renaut de Melo Pereira, que representou o Minist&eacute;rio P&uacute;blico, o or&ccedil;amento inicial destinado &agrave; Institui&ccedil;&atilde;o foi considerado insuficiente e tornaria impratic&aacute;vel a manuten&ccedil;&atilde;o das atividades durante o ano de 2015. Ainda conforme o PGJ, esse &ldquo;quantum&rdquo; ainda n&atilde;o supre por completo as necessidades do MPE, bem como dos outros poderes. <em>&ldquo;Por&eacute;m, o Executivo, numa atitude de cordialidade, se comprometeu, caso haja necessidade durante o ano, de realizar suplementa&ccedil;&otilde;es&rdquo;</em>, disse o Procurador. Os &oacute;rg&atilde;os queriam 13%.<br /> <br /> <u><strong>Sindicato reclama: &ldquo;N&atilde;o &eacute; momento de ceder a press&otilde;es&rdquo;</strong></u><br /> <br /> Se por um lado o governador foi &quot;cordial&quot; em discutir o percentual com os demais &oacute;rg&atilde;os e poderes, por outro, Miranda diz que &ldquo;n&atilde;o &eacute; momento de ceder a press&otilde;es&rdquo;, fazendo clara refer&ecirc;ncia &agrave; greve da Pol&iacute;cia civil, deflagrada no dia 25 de fevereiro. <em>&ldquo;Enquanto isso, o Estado segue sem negociar e sem apresentar uma proposta concreta aos policiais civis, que tiveram uma conquista consolidada com mais de oito anos de luta suspensas por um decreto do pr&oacute;prio governador&rdquo;</em>, disse o Sinpol.<br /> <br /> <em>&ldquo;At&eacute; agora, o governo n&atilde;o apresentou proposta para o nosso alinhamento. O governador diz em p&uacute;blico que n&atilde;o ceder&aacute; a press&otilde;es, mas fecha acordo para aumentar os repasses a &oacute;rg&atilde;o e institui&ccedil;&otilde;es em muitos milh&otilde;es de reais. Est&aacute; havendo uma desconsidera&ccedil;&atilde;o com esses mais de 1,3 mil policiais civis que arriscam, diariamente, a vida para defender a popula&ccedil;&atilde;o&rdquo;</em>, afirmou presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Moisemar Marinho.<br /> <br /> O l&iacute;der sindical lembra, ainda, que a parcela de 2015 prevista para o alinhamento salarial das carreiras corresponde a apenas 1% da folha salarial do Executivo Estadual.<br /> <br /> Al&eacute;m disso, o Sindicato destaca que montante, j&aacute; considerando os encargos sociais que ser&atilde;o pagos pelo governo, representa apenas 21% do que o Estado vai gastar para pagar mensalmente os mais de 4,7 mil cargos comissionados.<br /> <br /> Nesta semana, o governo ainda come&ccedil;ou a gastar com a veicula&ccedil;&atilde;o de um discurso institucional do governador, em virtude dos seus 60 dias de gest&atilde;o.<br /> <br /> <em>&ldquo;N&oacute;s n&atilde;o estamos lutando por benef&iacute;cios. N&oacute;s estamos lutando para manter a nossa conquista que foi surrupiada. Os policiais, depois de oito anos de negocia&ccedil;&atilde;o, aceitaram receber o alinhamento em quatro parcelas (2015-2016-2017-2018) e mesmo assim n&atilde;o houve considera&ccedil;&atilde;o com a nossa classe, que viu seu sonho arrancado por um decreto&rdquo;, </em>ponderou Moisemar Marinho.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

De Figueirópolis

Professor do Tocantins vence prêmio nacional com projeto sobre esportes

O objetivo do prêmio é reconhecer o trabalho dos professores que contribuem para a qualidade da educação básica.

Investigação

PF prende médico no Tocantins em operação que investiga corrupção na Saúde

Mandados também estão sendo cumpridos em São Luís (MA), Imperatriz (MA), Parauapebas (PA), Brasília (DF) e Goiânia (GO).

Estado

Bunge Açúcar e Bioenergia abre vagas para jovens engenheiros no Tocantins

As inscrições vão até o dia 9 de novembro.

Nesta quinta, 18

Vagas de emprego para manicure, mecânico, porteiro, zelador e vendedor

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e estão distribuídas em nove cidades do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.