Parceria

Governo do Estado articula financiamento junto ao banco do BRICs para obras de infraestrutura

Reunião do Governo do Tocantins com a instituição financeira ocorre após diálogo iniciado na China.

Por Redação
Comentários (0)

17/11/2023 15h53 - Atualizado há 3 meses
Encontro no Palácio Araguaia

O governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, reuniu-se com o diretor do escritório regional do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), conhecido como banco do Brics, Thadeu Abicalil, para articular possíveis financiamentos para o Tocantins.

O encontro ocorreu no Palácio Araguaia nesta sexta-feira (17). O ponto central da reunião foi a discussão sobre recursos financeiros para aplicação em obras de infraestrutura, nas áreas de rodovia e transporte, além de educação e saúde.

“Estamos comprometidos em promover o avanço do Tocantins e melhorar ainda mais a qualidade de vida dos nossos cidadãos. Os investimentos discutidos hoje podem viabilizar obras fundamentais para fortalecer nossa infraestrutura, impulsionar o desenvolvimento econômico regional, criar possibilidade de aplicação em áreas da educação e saúde”, ressaltou o governador Wanderlei Barbosa.

O diretor regional do banco do Brics, Thadeu Abicalil, enfatizou que a instituição financeira tem o compromisso de apoiar projetos que impulsionam o crescimento sustentável. “Hoje a gente fez uma primeira reunião com o governador para discutir o projeto de investimento que deve envolver setores como logística de transporte, também na área social, para que a gente possa colaborar, via financiamento, com o desenvolvimento sustentável do Tocantins. Então, vamos apreciar a demanda do Tocantins e trabalhar para poder suprir aquilo que o Estado mais necessita, por meio desse possível financiamento", pontuou o diretor. 

O secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Carlos Humberto Lima, sublinhou o papel estratégico das secretarias no alinhamento com a instituição financeira, a fim de viabilizar os projetos de maneira mais eficiente. “O próximo passo será uma reunião com várias secretarias, juntamente com o diretor do NDB [Novo Banco de Desenvolvimento], para entendermos as diretrizes da instituição financeira e, assim, colocarmos em discussão técnica todos os projetos que nós estamos querendo buscar financiamento”, afirmou. 

O secretário de Estado do Planejamento e Orçamento, Sergislei Moura, destacou que o momento evidenciou a colaboração efetiva entre a gestão estadual e o Governo Federal, demonstrando o compromisso conjunto em atender às necessidades da população tocantinense.

“Ficou definido aqui que a gente vai construir uma carta consulta, na qual será estabelecido como prioridade a logística de transporte e obras em educação. Trabalhamos com a possibilidade de estar captando esse recurso com o banco, sabendo que se tratam de receitas internacionais, que não saem nunca de exercício para o outro, então, normalmente há um certo tempo, que provavelmente a execução deles iniciaria a partir de 2024 ou 2025”, explicou o secretário. 

Foto: Antonio Gonçalves/Governo do Tocantins

Reuniões 

No mês de setembro, uma comitiva da gestão estadual esteve em Xangai, na China, onde apresentou para a presidente do Branco do Brics, Dilma Rousseff, o Programa de Impulsionamento da Indústria, Comércio e Serviços do Tocantins (Pics), desenvolvido pela Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), além de projetos de infraestrutura de logística para o Tocantins. 

A visita fez parte da agenda de compromissos institucionais do Governo do Tocantins na participação da 23ª edição da Feira Internacional de Investimento e Comércio da China (Cifit), em Xiamen. 

NDB

O New Development Bank (NDB), conhecido como Banco NDB, é uma instituição financeira de desenvolvimento estabelecida pelos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Sua missão é impulsionar o financiamento de projetos voltados para infraestrutura e desenvolvimento sustentável em nações em desenvolvimento. 

Desde sua fundação em 2014, o NDB busca fortalecer a cooperação econômica entre os membros do Brics, diminuindo a dependência de instituições financeiras internacionais convencionais, como o Banco Mundial. Priorizando iniciativas que promovem o crescimento econômico e aprimoram as condições de vida nas áreas atendidas, o NDB desempenha um papel vital nesse contexto.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.