Educação

Governo recua e muda de novo nome dos Colégios Militares do Tocantins após medida impopular

Atualmente, o Estado possui 12 Colégios Militares que atendem a cerca de oito mil estudantes.

Por Redação 2.376
Comentários (0)

12/12/2019 08h17 - Atualizado há 2 anos
Colégio Militar do Estado do Tocantins

O Governo do Tocantins mudou novamente o nome das escolas que ofertam ensino militar, que  passam a ser denominadas de Colégio Militar do Estado do Tocantins. O novo Decreto nº 6.022 foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (11).

As unidades eram chamadas de Colégio da Polícia Militar, mas no final de outubro deste ano passaram a se chamar Colégio Estadual Cívico-Militar e/ou Centro Estadual de Ensino Médio Cívico-Militar, medida considerada impopular que gerou muitas críticas e protestos.

Atualmente, o Estado possui 12 Colégios Militares que atendem a cerca de oito mil estudantes. Para 2020, a 13ª unidade já foi anunciada, e será instalada no Centro de Ensino Médio Santa Terezinha, em Miracema do Tocantins, e a meta é contar com 33 escolas militares até o final do próximo ano.

“Este Governo acredita na parceria entre a Educação e as forças de segurança e não tem medido esforços para ampliar o atendimento nesta modalidade. Isso reforça o trabalho brilhante que vem sendo desenvolvido pelos professores e demais servidores da rede estadual de ensino. Há pouco mais de um ano, o Tocantins contava com apenas seis escolas. Desde então, temos orgulho de já ter implantado outras sete e ainda vamos implantar muitas outras”, disse o governador Mauro Carlesse (DEM).

LEIA TAMBÉM

Governo acaba com processo seletivo em todos os Colégios Militares do Tocantins e muda nome

Professores e alunos temem retrocesso nos Colégios Militares e criticam imposições da Seduc-TO

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.