Arraias

Homem que matou amante esfaqueada só para agradar esposa é condenado a 20 anos no Tocantins

O crime ocorreu no dia 05 de novembro de 2016, no setor Buritizinho, em Arraias.

Por Redação 1.221
Comentários (0)

21/11/2019 17h19 - Atualizado há 9 meses
Caso ocorreu em Arraias (TO)

Um homem acusado de ter matado a amante de apenas 17 anos para agradar a esposa foi condenado a 20 anos de prisão no Tocantins nesta terça-feira (19). A vítima levou cerca de 12 facadas.

O crime ocorreu no dia 05 de novembro de 2016, no setor Buritizinho, em Arraias. Segundo o processo judicial, Romário Silva da Rocha se mudou de Goiânia (GO) com a companheira e filhos para a cidade e começou um relacionamento extraconjugal com a adolescente Nadiny Malheiros de Melo.

Romário deliberou pela execução do crime para agradar a companheira e por considerar a vítima apenas como um objeto para a satisfação de desejos sexuais”, disse o promotor de Justiça João Neumann Marinho da Nóbrega, responsável pela acusação.

Ainda segundo o promotor, Romário pegou uma faca, deslocou-se até a casa de Nadiny Malheiros e desferiu cerca de 12 golpes de faca na jovem na presença de seus familiares.

Romário está preso desde o ano de 2016 na cadeia pública de Arraias. O cumprimento dos 20 anos de reclusão será, inicialmente, em regime fechado.

Além da prisão, Romário foi condenado ao pagamento de indenização no valor de R$ 15 mil aos familiares da adolescente assassinada.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.