Tentativa de homicídio

Jovem é preso por esfaquear PM pelas costas ao tentar separar briga durante show em Araguaína

Jovem confessou o crime e alegou que estava sob efeito de álcool, disse a polícia.

Por Redação 1.376
Comentários (0)

17/02/2024 09h20 - Atualizado há 2 meses
Suspeito preso

Um jovem de 27 anos, apontado como principal suspeito de tentar matar um policial militar em Araguaína, foi preso pela Polícia Civil na própria residência na manhã desta sexta-feira (16). O crime ocorreu na madrugada de 03 de fevereiro.

As investigações identificaram o jovem como sendo o autor de golpes de faca que atingiram um policial militar da Força Tática durante a realização de um show em comemoração ao aniversário da Câmara de Vereadores, que aconteceu na Via Lago.

Conforme o delegado Adriano de Aguiar Carvalho, no momento do crime, uma guarnição de policiais militares que estava de serviço durante o evento interveio para encerrar uma briga onde dois homens estavam trocando socos.

“Quando o militar tentou conter um dos indivíduos que aparentava estar envolvido na briga, este, utilizando-se de uma faca, desferiu vários golpes nas costas do policial, que mesmo ferido, conseguiu realizar a detenção”, disse o delegado Adriano. 

Ocorre que, durante a apresentação dos suspeitos na Central de Atendimento da Polícia Civil, não foi possível precisar com clareza quem de fato havia desferido as facadas no policial militar, pois testemunhas alegavam que o esfaqueamento havia sido praticado por uma terceira pessoa, que se evadiu do local antes de ser presa.

“Diante do grave crime, a equipe da  2ª Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP - Araguaína) foi mobilizada, e após minuciosa investigação, comprovou que o jovem havia, de fato, sido o autor da tentativa de homicídio contra o policial militar”, declarou o delegado.

O suspeito confessou o crime após ser conduzido à delegacia, alegando que estava sob efeito de álcool e não percebeu que a pessoa que o abordou na festa se tratava de um policial. Ele foi submetido aos procedimentos legais cabíveis e recolhido à Unidade Penal de Araguaína.

Para o delegado Adriano Carvalho, a prisão encerra o caso, que foi tratado como prioridade absoluta pela DHPP - Araguaína, uma vez que se tratava de um crime grave, em que uma pessoa tentou contra a vida de um policial militar em serviço.

“Desde o ocorrido, demos início às investigações no sentido de apurar todas as circunstâncias desse crime, que vitimou um membro da segurança pública que estava no exercício de sua função e foi covardemente atacado enquanto cumpria o seu papel, no sentido de garantir a segurança de todos os participantes do evento festivo. Desse modo, agora preso, o indivíduo responderá judicialmente pelo ato que lhe é imputado na forma da lei”, asseverou o delegado Adriano.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.