Jardel de Morais

Jovem que ficou acamado após grave acidente ganha residência toda mobiliada em Araguaína

A casa onde o jovem vivia não tinha banheiro e o piso era de chão batido.

Por Redação 3.224
Comentários (0)

28/01/2020 16h33 - Atualizado há 4 semanas
Nova casa que será inaugurada

O jovem Jardel de Morais, de 21 anos, ficou acamado e sem condições financeiras para se tratar em decorrência de um grave acidente sofrido em julho de 2019.

Preocupados com a situação do jovem, familiares buscaram ajuda na Secretaria da Saúde de Araguaína, que disponibilizou profissionais de várias áreas por meio do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD).

Para melhorar a evolução do paciente, também foi construída uma casa adequada às necessidades que será inaugurada nesta quarta-feira (29), às 15 horas, no Povoado Água Amarela.
 
Segundo a coordenadora do SAD, Kamylla Sandes, a casa onde Jardel vivia gerava grandes riscos à saúde. “A casa não tinha banheiro e o piso era de chão batido. Ele poderia adquirir problemas respiratórios por conta do pó ou até mesmo uma pneumonia por conta da umidade”, apontou.
 
A obra foi realizada por funcionários da Secretaria da Infraestrutura e o material foi arrecadado de parceiros para reconstruir dois quartos; dois banheiros, sendo um adaptado; sala; cozinha; e varanda.

Anteriormente, a residência não tinha banheiro e a pia ficava do lado de fora, ambos sem instalação hidráulica.

Além da estrutura, a equipe reuniu mais doações para mobiliar a casa com camas; colchões; geladeira; televisão; sofá; jogo de mesa; armário; e um enxoval de bebê, tudo para dar conforto a Jardel e para Emanuela, de 18 anos, que cuida do irmão e ainda do filho recém-nascido.

Entre os novos móveis há ainda uma cama hospitalar reclinável cedida pela Saúde Municipal aos pacientes acamados, e que também foi obtida com apoio de parceiros.
 
Atendimento completo

O SAD conta com 17 profissionais de diversas áreas e Jardel é atendido por enfermeiro, médico, nutricionista, odontólogo e fisioterapeuta, duas vezes por semana.

Ao todo, são 60 araguainenses que recebem o atendimento profissional e outros benefícios, como doação de cilindros de oxigênio.

(Marcelo Martin)

Casa onde o jovem morava

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.