Crime em Bandeirantes

Jovem que matou ex-namorada com 54 facadas vai a júri popular por feminicídio no Tocantins

A adolescente foi morta após informar o fim do namoro e dizer que estava em outro romance. O caso ocorreu em janeiro de 2019.

Por Redação 2.524
Comentários (0)

06/08/2019 09h24 - Atualizado há 4 anos
Railene da Silva

O jovem acusado de matar a ex-namorada de apenas 16 anos com 54 facadas em Bandeirantes, no norte do Tocantins, vai a júri popular. Ele foi denunciado por feminicídio pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO).

O crime aconteceu em janeiro deste ano nas margens da TO-230. Conforme a acusação, Railene da Silva Oliveira foi brutalmente assassinada por Sivanildo Mariano de Souza Santos após informar que havia desistido do relacionamento.

Além disso, a adolescente também disse que estava em outro romance e pretendia mudar de cidade em razão disso.

Inconformado, o jovem atraiu Railene até a rodovia, derrubou ela com um golpe de capacete e desferiu 54 golpes de faca na ex-namorada. Após matar a adolescente, o acusado arrastou o corpo dela até uma vala às margens da rodovia para dificultar a localização.

Na sequência, Sivanildo fugiu para a zona rural do município de Grajaú (MA), mas foi capturado em menos de 24 horas. Além de feminicídio, o acusado também será julgado por receptação, uma vez que utilizou uma motocicleta com adulteração de sinais de identificação (chassi raspado) para praticar o crime.

O julgamento pelo tribunal do júri ainda não tem data marcada.

+ Adolescente de 16 anos é morta a facadas e tem corpo jogado às marges da TO-230

+ Laudo aponta que adolescente de 16 anos foi morta com 52 facadas; suspeito é preso

Sivanildo Sousa
Jovem morta (foto ampliada)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.