No HGP

Justiça cobra informações do Governo do Estado sobre estudo para agilizar cirurgias cardíacas

Ação coletiva da Defensoria e Ministério Público do Estado.

Por Redação
Comentários (0)

05/09/2023 10h52 - Atualizado há 8 meses
Hospital Geral de Palmas (HGP).

A Justiça determinou que o Estado esclareça se a gestão estadual realizou estudo para atingir a eficiência do serviço de cirurgia cardíaca da rede de saúde do Tocantins, com explicação se o credenciamento será suficiente para redução da demanda reprimida da especialidade.

A decisão atende a um pedido da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) em conjunto com o Ministério Público do Tocantins (MPTO) em uma ação coletiva para que o serviço seja regularizado.

Na decisão, a Justiça estabelece que seja informada a possibilidade de estruturação do serviço no Hospital Geral de Palmas (HGP) para os próximos seis meses; com medidas estruturais para a ampliação da oferta na rede própria.

O Estado também deve atualizar a produção de cirurgias cardíacas e consultas pré-operatórias reguladas de janeiro a julho de 2023 nos hospitais do Estado, além da lista de demanda reprimida por consulta pré-operatória e cirurgia cardiovascular dos hospitais do Estado, tanto públicos quanto os credenciados.

Conforme a Manifestação da DPE-TO e do MPTO, a resposta da área técnica da saúde nos autos do cumprimento provisório não atendeu de forma completa a determinação judicial quanto à indicação de medidas de estruturação do serviço do HGP, onde a produção estaria baixa.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.