Denúncia

Médico autor de denúncia sobre Plansaúde diz que aguarda convocação da PF: 'vamos derrubar tudo'

O vídeo foi publicado nas redes sociais neste fim de semana.

Por Redação 3.882
Comentários (0)

16/09/2019 11h50 - Atualizado há 1 mês
O médico diz ter provas e aguarda sua convocação pelos órgãos competentes para apresenta-las

O médico Luciano de Castro Teixeira, o autor da recente denúncia sobre um suposto esquema de corrupção e cobrança de propina na gestão do plano de saúde dos servidores públicos do Tocantins, publicou um vídeo nas redes sociais neste fim de semana falando novamente sobre o caso.

A gravação foi publicada depois que o Governo o desafiou a apresentar provas das supostas irregularidades envolvendo o Plansaúde e os hospitais conveniados. Ele também foi acionado judicialmente pelas pessoas citadas no áudio vazado.

No vídeo, o médico diz que o esquema de cobrança de propina dos hospitais se repete também em outros setores da Administração Pública Estadual. Luciano Castro atua no Hospital Osvaldo Cruz, um dos principais da rede particular de Palmas que atende o convênio dos servidores.

“Eles extorquem os donos de clínicas e hospitais e os fazem pagar propina através de empresas que supostamente estariam vendendo materiais, medicamentos e consultoria. Além do crime de extorsão, eles cometem crimes de ordem fiscal, entre outros”,  diz o médico na transmissão feita ao vivo pelo Facebook.

Castro disse ter os nomes de algumas empresas e pessoas envolvidas no esquema e aguarda ser convocado pela Receita Federal e Polícia Federal para apresentar as provas. “Provavelmente essas empresas devem estar vendendo notas para o Estado e municípios. Vamos descobrir quem é ladrão nesse Estado”, declarou.

Ainda na transmissão, o médico afirma que tem como provar a venda de notas fiscais falsas simulando a compra de medicamentos, materiais e insumos. “Se vendem uma nota para extorquir empresa, para roubar, devem vender nota para pegar o dinheiro público e não entregar nenhum medicamento”, afirmou.

Durante o vídeo, o médico chama de bandidos e saqueadores as pessoas supostamente envolvidas no esquema de cobrança de propina e extorsão. Ele diz que o Estado precisa de uma ‘limpeza’ e dispara: “vamos derrubar tudo isso”.

“Espero que tenham homens nesse Estado que tenham coragem de denunciar. Muitos já me relataram que foram extorquidos ou tentaram extorquir e me parece que poucos têm coragem de denunciar”, convocou.

Ao final, o médico reafirma que está aguardando sua convocação pelos órgãos competentes para fornecer os nomes, inclusive de parentes de políticos, e ‘tirar a limpo’ essa situação.

“Muita gente vai cair e vai cair logo. Se vocês querem um Tocantins melhor, um Tocantins livre dessa escória, compartilhem para chegar a todo Estado. Vamos acabar com esses bandidos, eles não vão ficar aqui”, finaliza.

VÍDEO

Vídeo

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.