'Scam'

Membro de quadrilha especializada em furtar caminhonetes de luxo é preso durante operação

Depois de subtraídas, as caminhonetes eram colocadas em uma espécie de quarentena.

Por Redação 868
Comentários (0)

19/05/2022 16h04 - Atualizado há 1 mês
Homem preso

Um homem de 34 anos suspeito de integrar um esquema criminoso de furtos de caminhonetes de luxo que atuava no Tocantins foi preso durante a operação ‘Scam’ na manhã desta quinta-feira (19), em Palmas. 

Além da prisão preventiva, também foram cumpridos mandados de buscas na residência do suspeito, onde foram encontrados alguns aparelhos eletroeletrônicos supostamente usados para bloquear o sinal GPS dos veículos e ligar as caminhonetes.

Segundo o delegado Rossilio Correia, as investigações duraram quatro meses e tinham por objetivo identificar e prender um grupo de criminosos que vem praticando furtos de caminhonetes de luxo nas cidades de Palmas, Tocantínia e outros municípios circunvizinhos.

Como atuavam

O delegado Rossilio explicou como agiam os integrantes do grupo criminoso. “Os criminosos utilizam um aparelho chamado ‘módulo’, o qual era preparado previamente pelo grupo e tinha como finalidade substituir o sistema eletrônico original e, como consequência, fragilizar todo o sistema de segurança do veículo. Desse modo, o grupo conseguia ligar as caminhonetes e, depois, era usado um outro aparelho denominado ‘capetinha’, cuja função era bloquear qualquer tipo de sinal de GPS”, explicou o delegado.

Depois de subtraídas, as caminhonetes eram colocadas em uma espécie de quarentena e ficavam escondidas por alguns dias. Posteriormente, eram levadas para outros estados, onde eram clonadas e alienadas a receptadores.

“O comércio de veículos de origem criminosa, como caminhonetes de luxo, tem crescido no Tocantins. Porém, a Polícia Civil está agindo com muito rigor e de forma constante no sentido de identificar, localizar e prender todas aquelas pessoas que auferem lucros com o furto e roubo de veículos no estado do Tocantins”, disse o delegado Rossilio.

Já para o delegado Anderson Casé, a prisão do homem durante a operação ‘Scam’ é de grande significância, pois ele é acusado de integrar um grupo criminoso que agia no furto e roubo de caminhonetes por todo o Estado e pode ter feito muitas vítimas.

Atuação na operação

A ação foi deflagrada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) e coordenada pelos delegados Rossilio Correa e Anderson Casé.

Também contou com o apoio da divisão de inteligência do 1º Batalhão da Polícia Militar de Palmas, da divisão de inteligência da Polícia Rodoviária Federal de Goiânia (GO) e do núcleo de inteligência da Superintendência de Trânsito da Capital.

Dispositivos eletrônicos apreendidos durante operação

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.