Araguaína

Moradores do Morada do Sol e Ana Maria se dizem 'excluídos e esquecidos' pela gestão

Um morador afirmou que ele se sentem ‘filhos rejeitados e desprezados’ pela administração.

Por Raimunda Costa
Comentários (0)

20/12/2018 16h10 - Atualizado há 1 ano
Lixo no setor

Moradores dos setores Morada do Sol I e III e Ana Maria, em Araguaína, denunciaram ao AF Notícias o 'abandono' por parte da poder público municipal. Segundo eles, as comunidades se sentem 'esquecidas' e 'excluídas' pela gestão.

Eles afirmaram que convivem com ruas esburacadas, mato alto, lixo a céu aberto, sem rede de esgoto e vivendo de 'migalhas' através de medidas paliativas.

Um dos moradores afirmou que o desenvolvimento ainda não chegou aos bairros mais afastados. “Grande é o crescimento da segunda maior cidade do Estado do Tocantins. Muito tem se aplicado para parte da cidade e bairros centrais são uma prova desse benefício. Pena que há os esquecidos e excluídos pelo poder público municipal”, disse.

Ele ainda afirmou que os moradores se sentem "filhos rejeitados e desprezados" pela administração. Outro morador reclamou do difícil acesso ao transporte público. “A situação é mais dolorosa para os que precisam andar a pé pelo bairro, em especial as crianças que precisam se dirigir as suas escolas e creches que não ficam no bairro. Apenas um ônibus passa no setor, isso quando as ruas permitem que o faça”, disse. 

A falta de segurança nos bairros é outro problema. “Somado às dificuldades, temos o surgimento de problemas respiratórios por causa da poeira no período de verão, especialmente de crianças e idosos, bem como a proliferação de mosquitos por causa do lixo e mato alto que favorece o surgimento da dengue e outras doenças. Também o ambiente propício para atuação de criminosos”, enfatizou.

Outra demanda frequente é a falta de acesso aos serviços essenciais para a população do Morada do Sol e Ana Maria. “Se alguém precisar de ambulância em caso de urgências, é uma sentença de morte, pois se o veículo conseguir entrar, dificilmente sairá para conduzir o paciente à devida assistência médica necessária. A entrega de gás, compras diversas é quase impossível, assim como a solicitação de viatura da PM, táxi ou moto táxi e até mesmo o caminhão de coleta de lixo”, disse.

A comunidade também já fez várias reivindicações junto aos vereadores na Câmara Municipal.

Nada tivemos de concreto até o presente momento. Nós, moradores do Morada do Sol I e III e Ana Maria, pagadores de tributos/impostos estamos indignados, frustrados com o descaso do Poder Público Municipal frente à nossa demanda por melhorias no aspecto estrutural de nossa região, uma vez que sofremos há muitos anos com isso e nada de efetivo foi feito para sanar essa questão”, frisou.

Segundo os moradores, o poder público municipal há anos não cumpre a promessa de proporcionar uma estrutura eficiente para garantir dignidade.

“Somos tratados como bastardos e os bastardos da cidade Araguaína recebem dois nomes: Morada do Sol I e III e Ana Maria”, finalizou o morador.

O QUE DIZ A PREFEITURA

A Prefeitura de Araguaína informa que os setores Ana Maria e Morada do Sol estão inclusos no cronograma de manutenções da Secretaria da Infraestrutura, executado periodicamente em toda a cidade. 

A solução definitiva, com implantação de drenagem e pavimentação, virá com a execução do Projeto Saneamento Integrado Águas de Araguaína, financiado pelo convênio com o Banco de Desenvolvimento da América Latina - Corporação Andina de Fomento (CAF), com execução prevista para 2019.

Sobre a Segurança Pública, a Prefeitura informa que esta é uma atribuição do Estado”.

Rua sem asfalto
Outra rua sem pavimentação

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.