Política

MP pede cassação dos diplomas de Dulce Miranda, Nilton Franco e Jair Farias

A suspeita é de que houve distribuição indevida de R$ 865 mil do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

Por Nielcem Fernandes 1.317
Comentários (0)

18/12/2018 18h40 - Atualizado há 11 meses
Os três deputados foram eleitos pelo MDB nas eleições de outubro

O Ministério Público Eleitoral do Tocantins pediu ao Tribunal Regional Eleitoral a cassação dos diplomas de três políticos eleitos pelo MBD em outubro: Dulce Miranda, deputada federal, e os deputados estaduais Nilton Franco e Jair Farias. A medida impediria a posse dos três para o próximo mandato.

O também emedebista Zé Aroldo, eleito como suplente na Assembleia, é outro que teve o pedido de cassação do diploma. 

Quem pediu a cassação dos respectivos diplomas foi o procurador da república Álvaro Manzano após identificar indícios de irregularidades nas contas de campanha para as eleições de outubro. A suspeita é de que houve distribuição indevida de R$ 865 mil do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

A ex-primeira dama foi reeleita no último pleito para o segundo mandato na Câmara Federal. Nilton Franco também se reelegeu para mais um mandato na Casa de Leis do Tocantins. Já na conquista de seu primeiro mandato, o deputado estadual Jair Farias é alvo do MP.

Com informações G1 Tocantins.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.