Inquérito

MPE investiga prefeito por suspeita de usar R$ 100 mil da saúde para bancar shows

Se a irregularidade for comprovada, o gestor poderá ser denunciado à justiça por ato de improbidade administrativa.

Por Agnaldo Araujo 3.925
Comentários (0)

11/01/2019 11h27 - Atualizado há 11 meses
Prefeito Wanilson Coelho

O prefeito de Dois Irmãos do Tocantins, Wanilson Coelho Valadares, é suspeito de desviar recursos da saúde para custear despesas com bandas de música, orçadas em R$ 100 mil.

Além disso, ele também teria locado veículos do seu irmão, Romilson Coelho Valadares, através de terceiros.

O município de Dois irmãos fica localizado na região central do Tocantins e possui 7.211 habitantes, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2018.

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE). Um inquérito foi instaurado pela promotora Thais Massilon Bezerra, no dia 07 de janeiro, para apurar as responsabilidades.

Para o MPE, o indevido emprego de recursos públicos destinados ao custeio das ações e serviços públicos de saúde em despesas diversas caracteriza "desvio de finalidade e abuso de poder".

A promotora cita também que a celebração de contratos de prestação de serviços com parentes do prefeito pode configurar ato de improbidade administrativa.

OURO LADO

A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Dois Irmãos, mas não obteve retorno até a publicação da matéria. O espaço está aberto. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.