Denúncias

MPTO arquiva quase 70 inquéritos contra ex-governador, fraude em concurso e servidor fantasma

Apurações ocorriam em Araguaína, Palmas, Porto Nacional, Filadélfia e várias outras cidades.

Por Agnaldo Araujo 1.171
Comentários (0)

15/02/2020 10h31 - Atualizado há 1 mês
Sede do MPTO em Palmas

O cidadão tocantinense está mais atuante quanto à fiscalização da gestão pública e muitas denúncias são levadas ao Ministério Público do Estado, mas nem sempre as investigações prosperam.

Muitos procedimentos são arquivadoss ainda na fase inicial ou após a instauração do inquérito civil, uma etapa mais avançada. Isso ocorre, geralmente, por falta de consistência das informações ou até mesmo por solução do problema questionado.

Somente nesta semana o MPTO arquivou 68 inquéritos em Araguaína, Palmas, Palmeirópolis, Porto Nacional, Filadélfia, Wanderlândia e em várias outras cidades.

As investigações apuravam, por exemplo, o não cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) por parte de ex-governador Marcelo Miranda no exercício de 2015, fraude em concurso público, sinalização e calçamento de ruas, servidor fantasma que recebia salário sem trabalhar, doação ilegal de terrenos públicos e muitas outras supostas irregularidades.

O MPTO informou que os autos dos procedimentos estarão à disposição de qualquer interessado na Secretaria do Conselho Superior do Ministério Público até a sessão de julgamento.

Ainda conforme o MPTO, qualquer associação legitimada ou quem tenha legítimo interesse pode apresentar razões escritas ou documentos para o não arquivamento dos procedimentos.

Os inquéritos arquivados estão aqui.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.