Inquérito

MPTO investiga denúncia de nepotismo cruzado entre prefeitura e Câmara de Xambioá

Situação envolve contratação do escritório de advocacia do filho do vice-prefeito.

Por Conteúdo AF Notícias 1.672
Comentários (0)

11/06/2021 15h12 - Atualizado há 6 dias
Prefeitura de Xambioá

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) investiga possível caso de nepotismo cruzado envolvendo a Prefeitura de Xambioá e a Câmara Municipal da cidade, no norte do estado.

O inquérito civil foi instaurou após o órgão ser informado de que o advogado Railson das Neves Barros foi contratado como procurador da Casa Legislativa logo no início de 2021 através de procedimento que teria sido ajustado para beneficiá-lo, já que seu pai, Raimundo Fidélis Oliveira Barros, é o atual vice-prefeito. A prefeita é Patrícia Evelin (DEM).

No decorrer das apurações, O MPTO foi informado que a contratação do escritório de advocacia teria contado com a articulação de Clodomir Mendes de Sousa, contador da Câmara Municipal de Xambioá.

Outro detalhe é que consulta feita ao portal eletrônico da prefeitura mostra que Clodomir ainda está relacionado como Secretário de Agricultura do município, muito embora, em telefonema à prefeitura, o promotor de justiça Saulo Vinhal da Costa recebeu a informação de que o cargo seria ocupado por Marcelo Sousa, filho de Clodomir.

“Tais irregularidades configuram prática de nepotismo, inclusive na forma cruzada”, afirma o MPTO no inquérito.

INDEPENDÊNCIA NA ATUAÇÃO

Em ofício enviado aos vereadores de Xambioá, o promotor Saulo Vinhal pede que os parlamentares se manifestem sobre eventual impossibilidade de o advogado atuar com independência ténica, visto que terá que defender interesses do Legislativo Municipal, poder autônomo, eventualmente contra interesses do Executivo, integrado por seu pai, havendo um possível conflito ético.

O MPTO pede também que os vereadores apontem possíveis servidores contratados na prefeitura por indicação da presidente da Câmara, vereadora Adriana Gomes.  

CÂMARA NEGA

Após ser notificada para prestar informações, a Câmara de Xambioá alegou não haver nenhuma relação entre a contratação do advogado Railson das Neves e o vice-prefeito, “vez que não houve nenhum ajuste ou troca de favores na contratação, que foi realizada dentro dos parâmetros legais”.

Quanto ao nepotismo cruzado, a Câmara afirmou que não há servidores contratados na prefeitura por indicação ou que sejam parentes da presidente da Casa Legislativa.

O inquérito foi instaurado em 19 de maio através da Promotoria de Justiça de Xambioá e ainda está em andamento. O processo pode ser acessado aqui.

O que é nepotismo?

O nepotismo ocorre quando um agente público usa de sua posição de poder para nomear, contratar ou favorecer um ou mais parentes. O nepotismo é vedado, primeiramente, pela própria Constituição Federal, pois contraria os princípios da impessoalidade, moralidade e igualdade. Algumas legislações, de forma esparsa, como a Lei nº 8.112, de 1990 também tratam do assunto, assim como a Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal.

O que nepotismo cruzado?

Nepotismo cruzado é aquele em que o agente público nomeia pessoa ligada a outro agente público, enquanto a segunda autoridade nomeia uma pessoa ligada por vínculos de parentescos ao primeiro agente, como troca de favores, também entendido como designações recíprocas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.