Sem UTI

Mulher de apenas 34 anos morre sem conseguir vaga de UTI Covid em hospitais públicos

A paciente sofria de uma doença pulmonar crônica.

Por Márcia Costa 2.342
Comentários (0)

03/08/2020 14h41 - Atualizado há 1 mês
A mulher estava internada na UPA

Uma mulher de apenas 34 anos morreu por complicações provocadas pela Covid-19 em Tocantinópolis, no norte do estado, sem conseguir vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O óbito de Janilda Pereira da Silva foi confirmado neste domingo (2) no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde.

O secretário Jair Aguiar disse que a paciente estava internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), mas o quadro de saúde dela começou a se agravar e o município tentou transferi-la para os Hospitais Regionais de Araguaína e Augustinópolis, mas os pedidos foram negados no dia 31 de julho por falta de vagas na UTI Covid.

A reportagem teve acesso aos documentos em que os médicos plantonistas das unidades negam o pedido de transferência da paciente por falta de vagas.

Janilda é 11º óbito causado pelo coronavírus em Tocantinópolis. A paciente fazia uso de medicamento de controle especial e tinha doença pulmonar crônica. Ela teve problemas respiratórios decorrentes da Covid-19 e estava entubada, em uso de ventilação mecânica, desde sexta-feira (31/07). 

Documento que comprova a recusa do Hospital
Documento mostra que o Hospital se recusou a receber a paciente

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.