Palmas

OAB/TO cobra empenho das polícias na recaptura de ex-policial acusado de matar Danilo Sandes

Uma comissão da OAB já se reuniu com o comandante-geral da PM e secretário executivo da SSP.

Por Redação
Comentários (0)

09/10/2019 08h55 - Atualizado há 6 dias
Reunião ocorreu nesta terça-feira, 08

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Tocantins, cobrou empenho das polícias civil e militar na recaptura do suspeito de matar o advogado Danilo Sandes que fugiu de uma cela do 1º Batalhão da PM em Palmas, no último sábado (05).

A cobrança da OAB ocorreu durante reuniões de uma comissão da instituição liderada pelo presidente da instituição, Gedeon Pitaluga, com o comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, e o secretário executivo da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), Servilho Silva de Paiva.

O fugitivo é o ex-policial militar Wanderson Silva de Souza. Por conta da fuga, a OAB/TO solicitará informações à Polícia Militar sobre a estrutura que a corporação possui para abrigar presos com alto grau de periculosidade, como o suspeito de matar o advogado, que é suspeito de fazer parte de um grupo de extermínio no Pará. 

Além de reivindicar a atuação das polícias na captura do assassino foragido, solicitaremos que a PM faça um laudo em suas instalações para nos apresentar as condições estruturais para abrigar detentos dessa periculosidade. Caso seja necessário, solicitaremos ainda à Justiça providências nesse caso específico para evitar novas fugas dos acusados de assassinar o advogado Danilo Sandes, reforçando a segurança”, disse o presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga. 

O comandante da PM, coronel Jaizon Veras, informou que o caso está recebendo total atenção da polícia militar para que o fugitivo seja recapturado o mais rápido possível. “Nosso efetivo está nas ruas fazendo todas as buscas para recapturar o fugitivo”, acrescentou. 

Segurança Pública

Na reunião com o secretário executivo da SSP, Servilho Silva de Paiva, Gedeon Pitaluga demonstrou a preocupação com a segurança de advogados. Segundo o presidente da OAB/TO, o número de casos de violência contra advogados no exercício da profissão preocupa.

O triste caso do advogado Danilo é emblemático, mas a OAB/TO recebe muitas outras queixas de advogados que são agredidos, ameaçados e até alvejados por tiros por tentar exercer sua profissão. Isso precisa ser encarado com indignação, tendo o apoio firme do sistema de segurança pública do Estado”, ponderou.

A mãe de Danilo Sandes, Luzia Sandes, também acompanhou a comitiva da OAB/TO nas visitas. Ela deu um depoimento comovente sobre a morte de seu filho e sobre a insegurança pela qual vive, principalmente pela fuga de um dos acusados.

Eu não quero vingança, quero apenas que a justiça seja feita com aqueles que mataram meu filho. Danilo foi morto por ser honesto, porque quem mandou matá-lo queria que ele fizesse uma ilegalidade e ele não aceitou fazer. E isso não pode ficar impune”, disse.

Durante a reunião, a OAB/TO e familiares de Danilo Sandes disseram que receberam denúncias de que os outros acusados pela morte também tinham planos de fugir.

O secretário executivo da SSP disse que todas as informações devem ser encaminhadas para o serviço de inteligência da Polícia Civil para que qualquer tentativa de fuga seja frustrada. “A Polícia Civil está fazendo todo o possível para recapturar o fugitivo com o máximo de rapidez”, afirmou Servilho Silva de Paiva.

O presidente da subseção da OAB/TO de Araguaína, José Quezado, disse que a Ordem será incansável para cobrar da Justiça a punição dos acusados de matar o advogado Danilo Sandes. 

A prisão

Wanderson Silva foi preso no dia 22 de setembro de 2017 em Marabá (PA) com outros dois militares sob acusação de serem executores do advogado Danilo Sandes. O trio teria sido contratado pelo farmacêutico Robson Barbosa Costa, que era cliente do advogado e parte em uma ação de inventário.

Os investigadores afirmam que Robson Barbosa da Costa se revoltou quando o advogado não aceitou participar de um esquema para ocultar bens.

Danilo Sandes foi morto a tiros. O corpo dele foi encontrado em estado de decomposição às margens da TO-222.

+ Ex-policial acusado de matar advogado Danilo Sandes em Araguaína foge do 1° Batalhão da PM em Palmas

O ex-policial fugiu do batalhão da PM

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.