Truculência

OAB/TO faz ato em defesa de advogado que teve mãos e pés algemados em delegacia

Ordem disse que a ação da polícia e Guarda Metropolitana foi truculenta.

Por Joselita Matos 582
Comentários (0)

02/06/2021 09h31 - Atualizado há 11 meses

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Tocantins (OAB/TO) está mobilizando todos os profissionais da área a participaram na próxima sexta-feira (11), de um desagravo em favor do advogado Lukas Maciel Custódio.

Conforme a entidade, o advogado teve pés e mãos algemados durante exercício da profissão após ação truculenta, fora de qualquer padrão aceitável de conduta policial diante de um advogado que não oferecia risco à ordem pública.

O presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga, afirmou que a violência contra um advogado é uma agressão a toda a advocacia. “A OAB/TO conclama a advocacia a reagir a forma desumana do tratamento ao advogado, Lukas Custódio, que foi agredido no exercício da profissão. A preservação das prerrogativas da advocacia é essencial na defesa do cidadão. A OAB/TO não aceita que um ser humano em pleno ano de 2021, seja algemado pés e mãos de forma injustificada e como ato de violência deliberada. Uma forma cruel até mesmo para um animal”, defendeu o presidente.

Ação policial

Segundo a OAB, a abordagem da Guarda Metropolitana de Palmas e da Polícia Militar e depois na Delegacia de Polícia Civil chocou a sociedade e em especial a advocacia tocantinense. “O ato demonstrou amplo despreparo do agente público que o praticou por ser inaceitável em qualquer sociedade civilizada”, disse a entidade.

A Ordem considera que um profissional com a postura arbitrária e ilegal como essa não deve fazer parte dos quadros de um serviço público, tampouco nas ruas oferecendo risco para a segurança à comunidade”, destacou a OAB/TO.

O advogado Lukas Maciel Custódio destacou que a união da advocacia em sua defesa neste caso lhe deu forças para continuar firme depois de tamanha violência.

Nada justifica uma atitude como aquela. Agradeço a advocacia do Estado, em especial a OAB/TO, que tem abraçado a nossa luta por justiça. Sou apaixonado pelo que faço, por defender diariamente os direitos do cidadão e trabalhar para que a injustiça nunca prospere. Nossa luta é para que nenhum advogado ou advogada tenha a vida marcada por ações de tamanha violência e desrespeito não apenas em sua atuação profissional, mas em sua própria humanidade”, afirmou Custódio.

Veja mais 

Advogado tem mãos e pés algemados durante ocorrência em Palmas; OAB/TO critica ação

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.