Na Serra Dourada

Obras na temida curva da morte na TO-387 devem ser concluídas em agosto, diz Ageto

Ajuste no traçado deixa um conjunto de curvas menos acentuadas e mais seguras.

Por Redação 1.284
Comentários (0)

15/07/2021 15h58 - Atualizado há 6 meses
Curva da morte ficará mais segura com ampliação do trajeto

Um dos trechos de rodovias mais perigosos do Tocantins vai mudar para garantir mais segurança aos condutores de veículos. As obras de mudança no traçado da rodovia TO-387, no local conhecido por curva da morte e do apertado da hora, em Palmeirópolis, região sul do Tocantins, devem ser concluídas em agosto.

O local ficou conhecido em todo o Estado como cenário de vários acidentes com morte. A curva em questão é fechada e fica em um declive no trecho em que a rodovia passa pela Serra Dourada, divisa entre os estados de Tocantins e Goiás.

Para sanar o problema, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) está finalizando os serviços que englobam o alargamento do aterro; a mudança de traçado de um conjunto de curvas e o aumento do raio da pista de rolamento suprimindo, ao máximo, as curvas da rodovia com o corte dos morros e barrancos no local.

O objetivo é tornar as curvas mais amenas e oferecer mais segurança para os veículos de carga e de passeio.

“É uma mudança importante que vai acompanhar o desenvolvimento da cidade de Palmeirópolis e melhorar o trajeto da pista, dando mais segurança à rodovia”, destaca a secretária da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin.

A rodovia foi pavimentada em 2005 e faz parte do itinerário de diversas linhas de ônibus interestaduais.

Serviços de aumento do raio da pista de rolamento dentro da curva mais perigosa.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.