Controle e prevenção

Oito municípios terão que apresentar as providências adotadas na prevenção à doença de Chagas

Ministério Público instaurou procedimento administrativo.

Por Redação 551
Comentários (0)

18/04/2023 22h22 - Atualizado há 1 ano
Porto Nacional é um dos municípios que deverão apresentar ações no combate a doença.

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou nesta segunda-feira (17/04), procedimento administrativo para acompanhar quais medidas serão adotadas pelos municípios de Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, Fátima, Oliveira de Fátima, Silvanópolis, Monte do Carmo, Santa Rita e Ipueiras destinadas a controlar e prevenir a doença de Chagas, bem como a forma de assistência aos pacientes, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

O procedimento é assinado pelo promotor de Justiça Luiz Antônio Francisco Pinto, titular da 7ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional, após um relatório produzido pelo Estado do Tocantins apresentar que, em 2022, foram capturados barbeiros, insetos que transmitem a doença de Chagas, em 104 municípios, e que 75% dos insetos foram encontrados na zona urbana.

Inicialmente, o promotor de Justiça requisitou, via ofício, que as Secretarias Municipais de Saúde informem, no prazo de 10 dias, quais ações são desenvolvidas e quais providências serão adotadas para o controle de vetores e prevenção da doença de Chagas, em cada município. 

(Shara Alves de Oliveira/MPTO)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.