Dan Ariely

Pesquisa coordenada por norte-americano quer ouvir 100% dos servidores do Tocantins

Lançamento da pesquisa está sendo feito pela Secad.

Por Redação
Comentários (0)

03/12/2020 10h33 - Atualizado há 1 mês
Pesquisa será feita pela internet

O Governo do Tocantins está convidando todos os servidores públicos do Estado a responderem uma pesquisa sobre seu dia a dia de trabalho a partir desta quinta-feira (3).

A pesquisa tem como objetivo entender as várias dimensões relacionadas ao engajamento de servidores, tais como condições de trabalho, ambiente, tarefas executadas, relacionamento com pares e líderes, saúde emocional, entre outras. 

A pesquisa servirá como base para o planejamento de ações direcionadas para o servidor público na área de gestão de pessoas.

“Considerando que aproximadamente 50% da força de trabalho de servidores públicos está atualmente em trabalho remoto, que essa modalidade tem possibilidades de permanecer de alguma maneira pós pandemia e que essa dinâmica impacta os pontos que pretendemos analisar, dedicamos um espaço da pesquisa exclusivo para quem está em teletrabalho, agregando ainda mais nossa análise”, disse Thais Gargantini Cardarelli, Diretora da Kayma Brasil e colaboradora externa do Center for Advanced Hindsight.

A pesquisa já teve participação de mais de 30.000 servidores federais e apoiou a revisão de políticas públicas que afetaram os 600.000 colaboradores da federação. Nesse momento, servidores de todos os estados do Brasil terão a oportunidade de serem ouvidos, contribuindo com ações de gestão de pessoas que irão impactar seu dia a dia.

O lançamento da pesquisa está sendo feito pela Secretaria de Estado da Administração (Secad), por meio da Unidade Certificadora do Tocantins (Unicet).

A pesquisa faz parte de um estudo conduzido mundialmente pelo Center for Advanced Hindsight (CAH) da Duke University, nos Estados Unidos, em conjunto com a Harvard Business School e a Kayma, e é liderada por Dan Ariely, professor de psicologia e economia comportamental norte-americano, um dos principais especialistas do mundo na área.

O objetivo do estudo será apurar dados comportamentais para comparar com pesquisas internacionais, já que além do Brasil, EUA, Canadá, Israel e Reino Unido participaram da pesquisa. A expectativa dos gestores é de que as pessoas participem voluntariamente do processo de avaliação, que deve se estender até 15 de dezembro.

Nosso objetivo é avaliar o uso de ferramentas de trabalho dos servidores e obter um panorama da administração pública e do dia a dia do servidor”, afirmou o secretário da Administração, Bruno Barreto. “A participação é voluntária e serão garantidos o anonimato e a confidencialidade das informações fornecidas”, acrescentou.

A expectativa de Barreto é de que pelo menos 40 mil servidores participem da pesquisa no setor público. O estudo buscará identificar as melhores práticas no trabalho e adotá-las em ações na Gestão de Pessoas do Estado.

“O estudo liderado pela Duke University (EUA) vai enriquecer nossas bases de dados e ajudar nos avanços das melhores práticas para o trabalho dentro do funcionalismo público", ressaltou.

Orientações

A Diretoria de Gestão e Capacitação Continuada ressalta que, para responder o questionário, basta acessar este link.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.