De volta à prisão

Pistoleiro acusado de matar advogado Danilo Sandes em Araguaína é recapturado em Roraima

O suspeito passou mais de 13 meses foragido da justiça.

Por Conteúdo AF Notícias 5.389
Comentários (0)

03/12/2020 09h17 - Atualizado há 1 mês
Wanderson Silva de Souza havia fugido da sede do 1º BPM, em Palmas

O ex-policial militar do estado do Pará, Wanderson Silva de Souza, acusado de ser um dos executores da morte do jovem advogado araguainense Danilo Sandes, foi recapturado na manhã desta quinta-feira (3) no Estado de Roraima. A ação contou com equipes da Polícia Federal, Polícia Militar e Polícia Civil dos estados do Tocantins, Pará e Roraima.  

O crime ocorreu em Araguaína no dia 29 de julho de 2017. O fugitivo já estava sendo monitorado há meses pelas equipes policiais.

O ex-militar fugiu do 1° Batalhão da PM em Palmas na tarde do dia 5 de outubro no ano passado. Segundo informações preliminares, a prisão ocorreu em Boa Vista, no Bairro Monte das Oliveiras, para onde ele havia se mudado há pouco tempo.

Wanderson Silva tinha sido preso no dia 22 de setembro de 2017 em Marabá (PA) com outros dois militares sob acusação de serem os executores do advogado Danilo Sandes. O trio teria sido contratado pelo farmacêutico Robson Barbosa Costa, que era cliente do advogado e parte em uma ação de inventário.

Os investigadores afirmam que Robson Barbosa ficou revoltado quando o advogado não aceitou participar de um esquema para ocultação de bens do processo.

Danilo Sandes foi morto a tiros. O corpo dele foi encontrado em estado de decomposição às margens da TO-222. O crime bárbaro chocou a população da cidade.

VEJA TAMBÉM

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.