Reconhecimento

Portal de entrada da Amazônia, Araguaína vence prêmio do Sebrae por gestão pública inovadora

Neste ano, o município foi o único que venceu em duas categorias.

Por Redação 534
Comentários (0)

19/04/2024 14h31 - Atualizado há 1 mês
Cerimônia de premiação

Notícias do Tocantins - Dois projetos de Araguaína receberam o 1º lugar no 12º Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora, que tem o objetivo de valorizar e difundir práticas inovadoras realizadas pelos governos e governantes municipais e assim promover aprendizagem, ampliação das capacidades municipais, melhorias dos ambientes de negócios e fomentar o empreendedorismo.

Ao todo, 51 projetos foram inscritos, resultando em 26 finalistas e, dentre eles, Araguaína foi o único que venceu em duas categorias, Empreendedorismo na Escola e Simplificação e Fomento ao Empreendedorismo, com os projetos: “Transformando vidas com a aprendizagem” e “Araguaína é Amazônia que dá certo”.

A cerimônia foi realizada na noite de quinta-feira (18), e este é o segundo ano que o Município recebe a premiação. Durante o evento, o prefeito Wagner Rodrigues destacou a importância do reconhecimento recebido pelo Sebrae e agradeceu o trabalho de todos os servidores do município envolvidos nesses processos de inovação.

“A premiação na categoria Empreendedorismo na Escola representa o quanto estamos no caminho certo incentivando esse pensamento nas nossas crianças. O outro prêmio é um sinal de que a gestão está cumprindo o seu papel para melhorar a vida do cidadão e gerar mais oportunidades de crescimento aos pequenos empreendedores da nossa cidade”, afirmou o prefeito.

Transformando vidas com a aprendizagem

Araguaína tem parceria com o Sebrae para desempenhar atividades pedagógicas e oficinas que despertem capacidades empreendedoras nos alunos, por meio da produção de artesanatos, brinquedos e a feira do JEEP (Jovens Empreendedores Primeiros Passos), onde as mercadorias produzidas por eles são vendidas.

“Nós entendemos que esse projeto é de grande relevância para a educação das nossas crianças, porque temos a preocupação de formar pessoas para a sociedade, muito além dos aspectos do aprendizado. Educar é transformar e empreender é inovar, então juntando essas duas situações, vamos de fato contribuir no processo de desenvolvimento dos nossos alunos”, disse a secretária da Educação de Araguaína, Elizângela Moura.

Araguaína é Amazônia que dá certo

Na região norte do Tocantins, a cidade funciona como um portal de entrada para a Amazônia, estando entre dois grandes rios federais, o Tocantins e Araguaia, uma localização estratégica que estimula investimentos urbanos e estruturas que permitem uma fácil integração com todas as regiões do Brasil. Diante dessas características e outras vocações, Araguaína é conhecida como a Capital do Boi Gordo e tem o título de Capital Econômica do Estado.

No prêmio, a prefeitura inscreveu as ações de digitalização e as conquistas tecnológicas obtidas nos últimos cinco anos, entre elas o pioneirismo no Marco Legal das Startups, na disponibilização da lista de serviços na Plataforma Gov.BR e na adesão ao Gov.BR Cidades, além da agilidade, que fez com que a cidade fosse a primeira do Brasil a decretar liberdade econômica em adequação à Lei Federal nº 13.874/19 e a mais rápida na abertura de microempresas.

O Município também contratou a startup Govtech e introduziu a assistente virtual Iara que, usando a inteligência artificial, moderniza e torna as operações governamentais mais eficientes. Ações como treinamento com GPT-4, participação em eventos internacionais e adesão à Rede Blockchain Brasil reforçam a posição inovadora da cidade.

Ambiente de inovação

Araguaína também foi o primeiro município do país a firmar um contrato público de Solução Inovadora (CPSI), isso resultou na possibilidade de atualização cadastral que permitiu uma comunicação mais direta via WhatsApp com o cidadão, promovendo mais agilidade, transparência e dinamismo aos serviços públicos.

“A transformação digital tem aumentado as vantagens competitivas do município, à medida que proporciona um ambiente facilitador para investimentos. Isso atrai empresas e gera empregos e renda”, pontuou o secretário Especial da Ciência, Tecnologia, Inovação e Relações Internacionais, Fabiano Souza. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.