Tocantinópolis

Prefeito e secretário serão investigados por assédio moral e perseguição política

Um inquérito foi instaurado pelo Ministério Público Estadual para investigar as condutas.

Por Redação 1.256
Comentários (0)

12/03/2019 10h13 - Atualizado há 2 anos
Prefeito de Tocantinópolis

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou Inquérito Civil Público para apurar possível prática de atos de improbidade administrativa por parte do prefeito da cidade de Tocantinópolis, Paulo Gomes de Souza, e do secretário municipal de Administração, Finanças e Meio Ambiente, Delvani Souza de Paula.

De acordo com a Promotora de Justiça Cynthia Assis de Paula, o MPE recebeu informações de que os gestores estariam praticando assédio moral e perseguição política.

O Prefeito de Tocantinópolis estaria se utilizando de afirmações e documento falsos para coagir servidores e o secretário municipal, fazendo uso de arma de fogo no interior da repartição pública.

Na portaria de instauração, a promotora determinou a realização de diversas diligências e designou a oitiva de pessoas. 

Outro lado

A reportagem solicitou posicionamento da Prefeitura de Tocantinópolis e aguarda retorno. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.