Verão 2021

Prefeito publica decreto com regras para acesso às praias de Araguanã e vai instalar barreiras

Gestor afirma que o calor desacelera a transmissão da doença.

Por Joselita Matos 7.099
Comentários (0)

23/06/2021 17h45 - Atualizado há 1 mês
Primeiro município a liberar oficialmente temporada de praia neste ano

O prefeito de Araguanã, Max Barbosa (PL), assinou um novo decreto nesta quarta-feira (23) que autoriza a temporada de praia na cidade, mas com regras e medidas de segurança contra a covid-19 que devem ser obedecidas pelos turistas. 

Localizada às margens do Rio Araguaia, a cerca de 100 km de Araguaína, a cidade de Araguanã é um dos destinos mais procurados durante a temporada de veraneio.

No decreto, o prefeito justifica que todos os barqueiros que atuam no município já foram imunizados e que a vacinação já está disponível para toda a população em geral com 40 anos ou mais. Além disso, também já foram imunizadas todas as pessoas que fazem parte de grupos prioritários, com ou sem comorbidades.

Max Barbosa também afirma, no decreto, que o Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) constatou que o calor pode desacelerar a transmissão da Covid-19 e que a infecção pelo vírus através do contato com a água em condições padrões para o banho é muito pouco provável.

REGRAS PARA USO DA PRAIA

Segundo o decreto, as visitações nas praias de Araguanã poderão ocorrer todos os dias das 8h às 19 horas.

Já para instalação de tenda (acampamento) na praia, a pessoa terá que fazer um cadastro na Secretaria Municipal de Turismo. O interessado deverá entrar em contato no seguinte telefone (63) 99282-0697 (WhatsApp), das 8h às 13h, de segunda à sexta-feira.

Ainda segundo o decreto, as estruturas de acampamento e tendas deverão respeitar o distanciamento de 10 metros e serão permitidas até 10 pessoas por tenda do mesmo convívio social.

EMBARCAÇÕES E BARREIRAS SANITÁRIAS

O decreto especifica que nas embarcações particulares e comerciais serão permitidas somente 50% da lotação. Se este limite for ultrapassado, a multa será de R$ 100,00.

A Prefeitura vai instalar barreiras sanitárias e de fiscalização nos portos e nas ilhas durantes os finais de semana. As equipes serão compostas por representantes da Vigilância Epidemiológica; fiscalização ambiental, de postura, sanitária e fazendária, com apoio das polícias militar, civil ou ambiental.

O Município disponibilizou um número para denúncias, além do 190 da PM, (63) 3428-1124.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.