Futebol

Presidente do Interporto registra BO após goleada de 10 x 0, a maior da história do Brasileirão

Clube entrou para história ao sofrer goleada do Brasiliense-DF, pelo Brasileiro Série D.

Por Redação 3.235
Comentários (0)

12/07/2023 08h45 - Atualizado há 9 meses
Interporto sofreu 10 a 0 para o Brasiliense

O Interporto, time de Porto Nacional (TO), sofreu uma goleada histórica no Campeonato Brasileiro Série D, após perder, por 10 a 0, para o Brasiliense (DF). Esse placar é a maior goleada de todas as divisões do Campeonato Brasileiro. Em 1983, o Corinthians fez 10 a 1 no Tiradentes (PI).

O time tocantinense sofreu maioria dos gols nos 15 minutos finais de cada tempo. Após a goleada dessa segunda-feira (10), o presidente da equipe, Renato Godinho, fez um Boletim de Ocorrência para resguardar o time. Esta é a segunda ocorrência que o dirigente faz após o Interporto ser goleado na Quarta Divisão. Como a primeira goleada foi aplicada pelo Iporá-GO (8 a 1), em Goiás, a Polícia Civil goiana deve abrir investigação do caso.

Em 12 rodadas, a equipe já sofreu 42 gols, e marcou apenas três. O time é dono da pior defesa e do pior ataque. Nesta edição da Quarta Divisão, o Interporto sofreu goleadas para Iporá-GO (8 a 1), Ceilândia-DF (4 a 0), Anapólis-GO (7 a 0), Operário VG-MT (6 a 0) e Brasiliense (10 a 0). Foram 14 gols na primeira etapa e o dobro na etapa final.

Porém, quando analisado os períodos de quando o time sofreu os gols, é possível notar uma dificuldade dos adversários marcarem antes dos 30 minutos do primeiro tempo. No entanto, na reta final dos dois tempos, a discrepância é gigante. São 21 gols, ou seja, metade dos tentos sofridos, a partir dos 30 minutos.

Após a goleada para o Iporá-GO, que repercutiu por conta da facilidade com que os gols foram marcados, o clube fez um Boletim de Ocorrência, e prometeu abrir investigação interna junto ao afastamento de alguns atletas. Na prática, os jogadores não foram afastados e o técnico Ítalo Oliveira, indicado pelo empresário Rodrigo da Silva Marques, de Parnamirim (RN), que está bancando o clube tocantinense, continuou escalando os atletas normalmente.

No BO feito nesta terça-feira, o dirigente relatou que em apenas dez minutos o time sofreu quatro gols, e lembrou que no primeiro turno, o Interporto venceu o Brasiliense, por 1 a 0, em Porto Nacional. Além disso, citou uma conversa que o dirigente Júnior Moreno teve com um membro da diretoria do Brasiliense.

"O comunicante relata que no dia 10/07 por volta das 20h00, o time do INTERPORTO FUTEBOL CLUBE participou, de um jogo do campeonato Brasileiro da Série D, contra o BRASILIENSE ESPORTE CLUBE. Que o Brasiliense em outra ocasião jogou com o Interporto e perdeu de 1X0, em Porto Nacional. Entretanto, curiosamente, no returno o Interporto perdeu vergonhosamente de 10X0 para o Brasiliense. Que em apenas 10 minutos de jogo o Brasiliense conseguiu marcar 4 gols, e no segundo tempo mais 6 gols. Que a suspeitas de que houve favorecimento (facilitação) por parte de alguns jogadores. Que o próprio dirigente do Brasiliense, veio a comentar com o representante do INTERPORTO Junior Moreno, que nunca tinha visto algo tão anormal, que teria sido melhor ter chamado um time amador. Que isso pode configurar infração aos art. 41C a 41E, do estatuto do torcedor. Que nada mais disse."

(As informações são do Globo Esporte)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.