Violência na escola

Professora no Tocantins é vítima de violência em sala de aula e leva corte na sobrancelha

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

11/04/2016 13h31 - Atualizado há 3 anos
Uma professora da rede estadual de ensino do Tocantins foi vítima de violência em sala de aula praticada por um aluno. O fato aconteceu na Escola Estadual José Alves, no município de Caseara (TO), envolvendo a professora de Geografia Valderene Carvalho Pinto, na última quinta-feira (07/04). A docente ficou com um corte na sobrancelha e levou três pontos. Em nota ao AF Notícias, a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes disse que o aluno empurrou a porta da sala de aula com força e esta bateu na professora. Valdirene caiu e teve um ferimento na sobrancelha. Ainda conforme a Seduc, a situação foi repassada para o Conselho Tutelar da cidade. Segundo a diretora da escola, Maria Rodrigues, a família do aluno já comunicou à escola que ele será transferido para outra unidade escolar. Pai da professora lamenta caso Ao AF Notícias, o pai da professora, senhor Valdir, lamentou o ocorrido e disse que a filha já retornou às atividades na escola nesta segunda-feira (11/04), mas ainda está com marcas da violência. Segundo ele, o aluno do 5º ano chegou atrasado e a professora o pediu que esparasse enquanto terminava de fazer a chamada. No entanto, o aluno deu um chute na porta que, ao abrir, atingiu o rosto da professora. Ela já caiu desmaiada. Valdir contou ainda que no mesmo dia o adolescente participou, juntamente com outros colegas, de uma quebradeira dentro do ônibus escolar que transporta os alunos de um assentamento. No dia seguinte ao ocorrido, o aluno retornou normalmente para a escola. "Estão humilhando as professoras. A corda está correndo frouxa", desabafou o pai da professora. Repercussão nas redes sociais Nas redes sociais amigos se solidarizam com a professora. “Que absurdo!! Cadê o respeito pelos professores. Os professores fazem de tudo pra dar uma boa educação, um bom ensino e receber isso? Uma falta de caráter de aluno que não quer nada da vida”, disse uma internauta. A falta de segurança também foi lembrada nos comentários. “O que é isso, onde estamos? Cadê a segurança?”. E ainda: “O povo perdeu o respeito pelos professores. Lamentável”, diziam outros posts.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.