Turismo

Projeto de construir centro turístico na Ilha do Bananal é apresentado à ministra Sônia Guajajara

"Temos um paraíso no coração do Brasil e queremos fomentar um turismo qualificado".

Por Redação
Comentários (0)

28/06/2023 08h16 - Atualizado há 11 meses
Ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, ao lado da comitiva do Governo do Tocantins

Uma comitiva do Tocantins foi recebida, nesta terça-feira (27/6), pela ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara. Na ocasião, foi apresentado à ministra uma proposta para transformar o potencial turístico e cultural da Ilha do Bananal em um um polo de etnoturismo e ecoturismo.

Participaram da reunião o governador em exercício do Tocantins, Laurez Moreira; a secretaria dos Povos Originários e Tradicionais do Tocantins, Narubia Werreira; o secretário de Turismo Hercy Filho e o secretário Extraordinário de Representação em Brasília, Carlos Manzini. 

Um dos pontos de partida da proposta é a construção de um centro de eventos na Ilha do Bananal, onde seriam promovidas atividades econômicas, esportivas e culturais, vinculadas ao etnoturismo e ao ecoturismo. De acordo com a secretária Narubia, o objetivo dessa iniciativa é promover o desenvolvimento socioeconômico da região, de forma integrada aos direitos dos povos originários que habitam a região. 

"Vamos transformar a Ilha do Bananal em um centro turístico de valorização da cultura indígena, do etnoturismo e do ecoturismo. Temos um paraíso no coração do Brasil e queremos fomentar um turismo qualificado, que valoriza a cultura dos povos indígenas e a economia sustentável", disse a secretária Narubia. A gestora esclareceu que o projeto será realizado por meio da integração entre o governo do Tocantins, Ministério do Povos Indígenas, Fundação Nacional do Índio, Ministério do Meio Ambiente e Ministério do Turismo.

O governador em exercício, Laurez Moreira, afirmou que o governo do Tocantins garantirá as condições necessárias para a realização do projeto com agilidade. "A secretária Narubia tem uma história muito bonita com o Tocantins. Ela entrou para a história como a primeira secretária indígena do estado e estamos trabalhando para que ela tenha condições de fazer grandes realizações. Enfatizamos à ministra que nós temos pressa e saímos da reunião com muitos encaminhamentos definidos", afirmou.

O secretário de Turismo do Tocantins, Hercy Filho, acredita que o projeto tem potencial para colocar o estado em rota internacional nesse segmento. "Estamos trabalhando em estruturações na parte de qualificação, preparando o indígena para fazer daquele potencial natural, que pertence a ele, um meio de melhoria da renda e da qualidade de vida. Esse projeto que trouxemos aqui hoje, ao lado do governador em exercício, Laurez Moreira, vai elevar o nível do turismo na Ilha do Bananal para um patamar mundial", afirmou. 

Recursos para investimento 

O deputado federal Ricardo Ayres, presente na reunião, se comprometeu com a destinação de recursos, via emenda parlamentar, para a construção do centro de eventos. "É um projeto que trará resultados positivos em diversas frentes, como a preservação da Ilha do Bananal, o incentivo ao turismo e o fortalecimento econômico, principalmente, por meio da produção do mel e do artesanato que são grandes potenciais da região", afirmou o deputado Ricardo Ayres. 

Nos encaminhamentos da reunião, o secretário Extraordinário de Representação em Brasília, Carlos Manzini, esclareceu quais são as próximas etapas para viabilizar o recursos. "Hoje demos um importante passo para tornar esse projeto realidade, que foi a obtenção do apoio do Ministério dos Povos Indígenas. Em seguida, o Governo do Tocantins precisará elaborar o projeto, apresentar formalmente ao ministério a solicitação dos recursos, que será disponibilizado, por meio da emenda parlamentar", afirmou. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.