Brigadistas

Promotor quer saber se detentos que fizeram curso de brigadistas estão atuando no Tocantins

O órgão quer saber os locais de trabalho dos reeducandos e as jornadas desenvolvidas.

Por Redação
Comentários (0)

17/09/2019 08h55 - Atualizado há 1 ano
Incêndio

Em razão da alta incidência de queimadas no atual período de estiagem, o promotor de Justiça Alzemiro Wilson Peres Freitas, solicitou informações ao secretário estadual da Cidadania e Justiça, Heber Luís Fidelis, sobre a atuação dos detentos do regime semiaberto no combate às queimadas e incêndios florestais.

O membro do Ministério Público expôs a informação de que pelo menos 17 reeducandos participaram de Curso de Brigadistas no ano de 2018, conforme consta em documentos oficiais. Com base nisso, questionou se este pessoal, de fato, encontra-se atuando na prevenção e combate às queimadas e incêndios florestais.

O secretário também deve informar outros detalhes, como os locais de trabalho dos reeducandos, as jornadas desenvolvidas e se existe projeto em execução para a formação de mais brigadistas.

O ofício foi encaminhado no dia 02 de setembro e o Ministério Público está aguardando resposta do secretário estadual.

+ Presos vão reforçar combate às queimadas no Tocantins e ganhar redução na pena

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.