Satanás agindo nos círculos religiosos

Por Redação AF
Comentários (0)

19/02/2013 08h41 - Atualizado há 3 anos
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u><strong>Jo&atilde;o Gomes da Silva</strong></u><br /> <br /> A maioria da cristandade imagina que o diabo est&aacute; preso no inferno e que sai de l&aacute; temporariamente para executar algumas a&ccedil;&otilde;es e depois volta novamente. Pura ingenuidade! A teologia b&iacute;blica o aponta como um ser livre, atuante e perspicaz.</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">A id&eacute;ia de um diabo com chifres, rabo, p&eacute;s de pato e um enorme tridente na m&atilde;o foi inspirada nas diversas mitologias e autenticada pela igreja da Idade M&eacute;dia, com a finalidade de assustar os religiosos e os for&ccedil;ar a aproxima-se da f&eacute; pelo medo.</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">Mas o diabo, teologicamente falando, n&atilde;o &eacute; bem assim!...No livro de J&oacute; 1.6 diz: &ldquo;E vindo um dia em que os filhos de Deus (anjos) vieram apresentar-se perante o Senhor, veio tamb&eacute;m Satan&aacute;s entre eles&rdquo;. Ora, se ele (Satan&aacute;s), foi capaz de ousadamente tentar participar de reuni&otilde;es angelicais e, se foi audacioso ao tentar Jesus l&aacute; no deserto, o que pensar de suas a&ccedil;&otilde;es neste mundo de fr&aacute;geis criaturas?&nbsp;</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">O ap&oacute;stolo Paulo, em II aos Cor&iacute;ntios 4:4, faz uma alus&atilde;o a Satan&aacute;s, chamando-o de &ldquo;deus&nbsp; deste s&eacute;culo&rdquo;, pois&nbsp; segundo as&nbsp; Escrituras Sagradas, ele &eacute; capaz de se transformar em anjo de luz e enganar at&eacute; os escolhidos. Tamanha &eacute; a sua capacidade de atua&ccedil;&atilde;o</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">Mas tal qual um pescador, ele utiliza-se de iscas bem convenientes para &ldquo;pescar&rdquo; no aqu&aacute;rio humano e, especialmente, no religioso, sendo que uma delas &eacute; o dinheiro, que na condi&ccedil;&atilde;o de moeda de troca &eacute; ben&eacute;fico at&eacute; o ponto da realiza&ccedil;&atilde;o das necessidades ess&ecirc;ncias do ser humano. Da&iacute; para frente passa-se ao campo do ac&uacute;mulo ganancioso, da avareza insaci&aacute;vel, desajustando socialmente o agora seus escravos.</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">N&atilde;o &eacute; diferente com a religi&atilde;o.</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">O desespero por dinheiro e poder que tomou conta de certos l&iacute;deres religiosos nos dias atuais &eacute; assustador. A igreja se transformou num balc&atilde;o de neg&oacute;cios onde os fi&eacute;is s&atilde;o manipulados a doar tudo que tem para conseguir alcan&ccedil;ar supostos benef&iacute;cios divinos. Chega-se ao c&uacute;mulo de se &ldquo;vender&rdquo; travesseiros dos sonhos, len&ccedil;os da ben&ccedil;&atilde;o, sabonete do descarrego, &aacute;gua do Jord&atilde;o, cinzas da fogueira santa, tijolos para a constru&ccedil;&atilde;o divina e at&eacute; lotes no c&eacute;u. Arre!</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">Trata-se de um jogo de ganhadores e perdedores. O altar ganha. A plat&eacute;ia perde. &Eacute; a falsa doutrina que superlota o caminho do inferno com seus transeuntes decepcionados por n&atilde;o terem realizados seus sonhos ut&oacute;picos.&nbsp;</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">A igreja onde se encontrava o lenitivo para a alma cansada, o b&aacute;lsamo vindo do altar em forma de c&acirc;nticos, orienta&ccedil;&atilde;o, ora&ccedil;&otilde;es em adora&ccedil;&atilde;o, se transformou em empresa onde seus ministros s&atilde;o assalariados com altas somas de dinheiro. Os que est&atilde;o no topo da pir&acirc;mide religiosa s&atilde;o detentores de fazendas, emissoras de r&aacute;dio e TV, jatinhos, mans&otilde;es nas ilhas do Caribe e outras&nbsp; bens em nome de terceiros, os chamados &ldquo; laranjas&rdquo;.</span><br /> <br /> <span style="font-size: 14px;">Certamente o inferno deve est&aacute; em festa j&aacute; que, ao que parece, o diabo se infiltrou de forma sutil e cegou as lideran&ccedil;as da igreja como o fez na idade m&eacute;dia com a venda de rel&iacute;quias e indulgencias. Hoje &eacute; assim: quem n&atilde;o for a favor do capitalismo religioso vai pra fogueira, n&atilde;o a da Santa Inquisi&ccedil;&atilde;o, mas de um sistema muito mais perverso que se prolifera com disfarces capazes de enganar at&eacute; os escolhidos. &nbsp; &nbsp;&nbsp;</span><br /> <span style="font-size: 14px;">-------------------------------------------------------------------------------</span><br /> <span style="font-size:14px;"><u><strong>Jo&atilde;o Gomes da Silva</strong></u> <em>&eacute; escritor, te&oacute;logo e titular da Academia Gurupiense de Letras. E-mail: revjoaogomes@gmail.com</em></span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.