Tocantins

Saúde encerra greve, mas trabalho só será retomado após assinatura de acordo

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

09/11/2016 10h38 - Atualizado há 1 semana
Os servidores da saúde no Estado do Tocantins decidiram suspender a greve durante assembleia geral extraordinária realizada pelo sindicato da categoria (Sintras), na tarde desta terça-feira (08/11). Apesar de decidirem encerrar o movimento paredista, os servidores só irão voltar ao trabalho após o governo assinar um acordo contemplando algumas ponderações. Entre as ponderações, o governo deverá esclarecer no documento o período de pagamento do retroativo da data-base 2015; garantir de que não haverá nenhuma retaliação contra os servidores grevistas como: implicação administrativa, transferência setorial dentro da unidade, transferência setorial para fora da unidade, corte de ponto, entre outras implicações administrativas. Proposta do governo O governo encaminhou uma nova proposta para o Sintras em que propõe pagar o percentual de 9,8307% da data-base de 2016 da seguinte forma:  pagar 2% do percentual em janeiro de 2017, outros 2% em maio do mesmo ano, e 5,83% somente em setembro também de 2017. Educação continua com a greve No dia 03 de novembro, os profissionais da educação decidiram continuar a greve no Estado para cobrar mais "dignidade e respeito" à categoria. A decisão foi tomada durante assembleia. Na ocasião, os profissionais avaliaram e definiram o rumo da greve. A categoria entendeu que o Governo do Estado tem ignorado o movimento grevista e tratado com descaso as negociações. A educação apontou ainda que o governo alega não ter condições de pagar a data-base e que anunciaria medidas de contenção de gastos, mas nada foi feito até o momento. (Com informações - Sintras TO).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.