Ananás

Sem convocar aprovados em concurso, prefeito quer criar cargos comissionados

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

20/01/2017 09h02 - Atualizado há 1 semana
O primeiro projeto de lei apresentado pelo novo prefeito da cidade de Ananás, Valber Saraiva (PSDC), dispõe sobre a criação de cargos comissionados na Procuradoria do Município, isso enquanto há candidatos aprovados em concurso público aguardando apenas a convocação. O certame foi realizado no segundo semestre do ano passado e ofertou quatro vagas para Procurador Municipal. Durante sessão extraordinária realizada nesta quinta-feira (19/01), o projeto de Lei 01/2017 saiu da pauta de votação após pedido de vistas na Câmara Municipal. A proposta cria cinco cargos comissionados, sendo um de Procurador Geral e outros quatro de assessores da procuradoria. Caso seja aprovada, a medida vai gerar uma despesa mensal de R$ 31.920,00 para o município. Esse valor, não inclui os salários dos procuradores e assistentes administrativos que já estão aprovados no concurso. Durante a sessão, o relator da Comissão de Constituição e Justiça, vereador Walfredo Borges (PHS), pediu vistas do projeto. De acordo com o vereador, o projeto não teria passado pela análise das comissões técnicas da Casa e nem foi enviado o relatório de impacto financeiro da folha de pagamento. Outra preocupação do parlamentar é que o prefeito teria incluído um requisito exagerado para o cargo de Procurador Geral. Pela proposta, o referido cargo será ocupado por bacharel em direito com inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil e com mais de 10 anos de atividade jurídica, quando todos os outros concursos, inclusive para juiz de direito, exigem apenas 3 anos de atividade jurídica. O projeto será apreciado no prazo de até oito dias, e em seguida enviado para votação em plenário. Concurso A prefeitura de Ananás realizou concurso público para preenchimento de 133 vagas. Os salários variavam de R$ 880,00 até R$ 7.500,00. Entre os cargos, há 10 vagas para assistente administrativo e quatro para procurador jurídico. As provas foram aplicada no dia 30 de outubro de 2016. A homologação do concurso foi publicada no Diário Oficial do Estado ainda no ano passado, mas com a mudança de prefeito no dia 1º de janeiro de 2017, os aprovados não foram convocados.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.