Oportunidade

Senar qualifica estudantes indígenas em aldeia de Goiatins, no norte do Tocantins

Os alunos fizeram os cursos de inclusão digital, manejo e sistema de produção e olericultura orgânica.

Por Redação
Comentários (0)

24/05/2019 15h43 - Atualizado há 3 semanas
Alunos no curso

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (Senar) certificou 3 turmas de alunos nos cursos de inclusão digital, manejo e sistema de produção e olericultura orgânica na aldeia indígena Pedra Branca, município de Goiatins.

O principal objetivo desses cursos é promover a capacitação e a qualificação profissional da comunidade indígena, segundo o Senar.

O presidente da Faet/Senar, Paulo Carneiro, comentou que essas certificações são motivo de orgulho muito grande para a entidade. “Nós temos a sensação de dever cumprido quando devolvemos à comunidade profissionais habilitados, dos quais muitos deles já estão comprometidos com o setor”, disse.

A senadora Kátia Abreu, presidente licenciada da Faet/Senar, participou das certificações. “O Senar tem sido uma ferramenta fundamental de educação, uma vez que estamos provocando uma verdadeira revolução no Tocantins causada pelo conhecimento”, disse.

O aluno Sérgio Hobotxie Kraô, que fez o curso de inclusão digital, comentou que este foi um grande sonho realizado. “Eu sempre tinha essa vontade de fazer este curso, mas nunca tinha tido a oportunidade. Estou muito feliz com esse curso do Senar realizado aqui na nossa aldeia, é um sonho que hoje se torna realidade. Receber esse diploma me deixou emocionado”, afirmou.

Alunos indígenas em aula prática
Estudantes indígenas

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.